Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Perda óssea periimplantar em implantes de dois estágios cirúrgicos: mensuração in situ e radiográfica, em dentes de cães (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BORGES, ALBERTO TADEU DO NASCIMENTO - FORP
  • USP Schools: FORP
  • Sigla do Departamento: 807
  • Subjects: ODONTOPEDIATRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Neste trabalho foi avaliada a resposta da crista óssea alveolar em implantes imediatos e dentes, ambos restaurados com dispositivos protéticos situados sobre a margem óssea cervical, sem carga oclusal, por meio da mensuração da reabsorção óssea radiograficamente e in situ, empregando o cão como modelo experimental. No grupo I, após a extração de 12 pré-molares inferiores de 4 cães adultos, foram instalados implantes (Branemark 'System POT. TM': MK III TiU RP 4.0x11,5mm) e coroas totais acrílicas. No grupo II, os pré-molares, adjacentes aos implantes, foram submetidos a preparos convencionais, sendo cimentadas coroas totais metálicas. Após 4 meses, foram efetuadas tomadas radiográficas padronizadas para medir, em milímetros, a reabsorção óssea da crista alveolar. Após a morte dos animais, foi feita a avaliação in situ da reabsorção óssea real da crista óssea alveolar, por meio da mensuração das peças, com paquímetro digital. Os valores obtidos foram comparados empregando o teste T (Programa Prism 4.0). Radiograficamente, a média da reabsorção da crista óssea foi de 1,121 '+ OU -' 0,1645mm para o grupo I (prótese sobre implante), e de 0,4601 '+ OU -' 0,l167mm para o grupo II (prótese sobre o elemento dental), mostrando diferença estatisticamente significante entre os 2 grupos (p=0.0042). A média da reabsorção da crista óssea, in situ, foi de 1,528 '+ OU -' 0,1452mm para o grupo I e de 1,570 '+ OU -' 0,08317mm para o grupo II, não havendo diferença estatisticamentesignificante entre os 2 grupos (p=0,8038), ou seja, a reabsorção da crista óssea alveolar foi semelhante nos grupos I e II. Os resultados do presente estudo permitiram concluir que a reabsorção perimplantar inicial que ocorre na crista óssea resulta de um padrão de remodelação necessário para o estabelecimento do espaço biológico na área, da mesma forma que ocorre nas próteses convencionais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.03.2005

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FORP11700006301Borges, Alberto Tadeu do N.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BORGES, Alberto Tadeu do Nascimento; LEONARDO, Mário Roberto. Perda óssea periimplantar em implantes de dois estágios cirúrgicos: mensuração in situ e radiográfica, em dentes de cães. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.
    • APA

      Borges, A. T. do N., & Leonardo, M. R. (2005). Perda óssea periimplantar em implantes de dois estágios cirúrgicos: mensuração in situ e radiográfica, em dentes de cães. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Borges AT do N, Leonardo MR. Perda óssea periimplantar em implantes de dois estágios cirúrgicos: mensuração in situ e radiográfica, em dentes de cães. 2005 ;
    • Vancouver

      Borges AT do N, Leonardo MR. Perda óssea periimplantar em implantes de dois estágios cirúrgicos: mensuração in situ e radiográfica, em dentes de cães. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: