Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação cefalométrica das alterações dos componentes dentoesqueléticos de pacientes classe II, 1ª divisão tratados com um protocolo diferenciado (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LIMA, DARWIM VAZ DE - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Sigla do Departamento: BAO
  • Subjects: CEFALOMETRIA; PROTOCOLOS CLÍNICOS; MALOCLUSÃO DE ANGLE CLASSE II
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa objetivou estudar cefalometricamente as estruturas dentoesqueléticas em pacientes de Classe II, 1 divisão, por meio de tratamentos realizados com um protocolo; ancoragem extrabucal e aparelho fixo inferior até a obtenção da relação molar normal e o nivelamento dos dentes e da curva de Spee, e para a finalização o aparelho fixo superior. A amostra (grupo experimental) para a realização deste estudo consistiu de 50 telerradiografias, 25 ao início e 25 ao final do tratamento, de 25 pacientes tratados ortodonticamente, apresentando má oclusão inicial de Classe II, 1 divisão, de ambos os gêneros, com idade média de 10 anos e 2 meses. Para comparação, utilizou-se um grupo controle, composto de 14 indivíduos não tratados, com má oclusão de Classe II, 1 divisão, de ambos os gêneros, com idade média de 9 anos e 6 meses. As telerradiografias desses indivíduos não tratados foram tomadas em dois tempos, compatíveis com o tempo de tratamento de 31,9 meses do grupo experimental.) Após a análise estatística das medidas obtidas, no início e no final das avaliações, em ambos os grupos, concluiu-se que, quanto à influência do tratamento (protocolo): não ocorreram alterações no padrão de crescimento; a maxila apresentou uma restrição no seu deslocamento para anterior, evidenciado pelo ponto A; ocorreu uma estabilidade dos planos oclusal e mandibular em relação à base do crânio; não ocorreu alteração estatisticamente significante nos componentes mandibulares; nos molarese nos incisivos superiores e inferiores, não ocorreram alterações estatisticamente significantes nos sentidos horizontal, vertical e nas medidas angulares. A correção da Classe II ocorreu mais devido a alterações dentoalveolares mandibulares pela mesialização dos molares inferiores e manutenção do plano oclusal, associado à restrição dos molares superiores, sem alterações esqueléticas estatisticamente significantes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.01.2005
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB11600018410L628a
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Darwin Vaz de; FREITAS, Marcos Roberto de. Avaliação cefalométrica das alterações dos componentes dentoesqueléticos de pacientes classe II, 1ª divisão tratados com um protocolo diferenciado. 2005.Universidade de São Paulo, Bauru, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25134/tde-15082005-154258/ >.
    • APA

      Lima, D. V. de, & Freitas, M. R. de. (2005). Avaliação cefalométrica das alterações dos componentes dentoesqueléticos de pacientes classe II, 1ª divisão tratados com um protocolo diferenciado. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25134/tde-15082005-154258/
    • NLM

      Lima DV de, Freitas MR de. Avaliação cefalométrica das alterações dos componentes dentoesqueléticos de pacientes classe II, 1ª divisão tratados com um protocolo diferenciado [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25134/tde-15082005-154258/
    • Vancouver

      Lima DV de, Freitas MR de. Avaliação cefalométrica das alterações dos componentes dentoesqueléticos de pacientes classe II, 1ª divisão tratados com um protocolo diferenciado [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25134/tde-15082005-154258/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: