Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Caracterização molecular de isolados de HIV-1 da região de Ribeirão Preto (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CARRETO, ROBERTA - FCFRP
  • USP Schools: FCFRP
  • Sigla do Departamento: 604
  • Subjects: BIOLOGIA MOLECULAR; VIROLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A análise molecular de isolados de HIV-1 de diferentes regiões geográficas do mundo permitiu a classificação deste retrovírus em três grupos genéticos distintos denominados major (M), outiler (O) e non- M, non- O (N), sendo o grupo M composto por 09 subtipos (A-D, F-H, J e K) e 13 formas recombinantes circulantes (CRF). A existência destes vários subtipos genéticos é conseqüência da alta variabilidade entre os diferentes genomas isolados que ocorre devido a alta taxa de mutação do vírus. Sendo assim, a determinação dos subtipos virais é um importante marcador epidemiológico moleculares para o seguimento do curso da pandemia global do HIV-1, visto que esta diversidade gera a adaptação do vírus frente a diversos fatores ambientais, farmacológicos e imunológicos. O objetivo deste trabalho foi estudar as características moleculares de isolados virais provenientes de indivíduos HIV positivos da região de Ribeirão Preto para estabelecer a epidemiologia molecular do HIV-1 por meio de métodos moleculares de subtipagem viral e análise filogenética, e determinar a seqüência de base do genoma de um isolado brasileiro de HIV-1, avaliando as características moleculares. Para isto foram analisadas amostras de DNA obtidas de 78 pacientes soropositivos, provenientes da região de Ribeirão Preto. Os subtipos genéticos do HIV-1 foram identificados, utilizando o ensaio da mobilidade do heteroduplex (HMA), seqüenciamento automático. Para as 78 amostras avaliadas, o subtipo B foiidentificado em 72 (92,3%), o subtipo C em 2 (2,56%), o subtipo F em 1 (1,28%) e o subtipo D em 2(2,56%), sendo que um isolado apresentou um padrão indeterminado. Pela técnica de PCR, as amostras foram amplificadas para a região gênica env e a análise filogenética de 434 pb demonstrou que para as 78 amostras analisadas 92,3% (72) dos isolados foram classificados como subtipo B, 1,28% como subtipo F(1), 3,8% como subtipo C(3) e 2,56 (2) como ... como subtipo D. Juntamente com a análise dos subtipos, foi realizado o método de RFLP para a identificação da troca de aminoácidos no topo da alça V3 da gp120 do HIV-1. Neste estudo foi observado a presença de GWGR em 23,61 % (17) das 72 amostras do subtipo B. Demonstramos também o seqüenciamento parcial do genoma de um dos isolados brasileiro do HIV-1 (RPHIVR101). A escolha deste isolado teve como base após algumas análises a diferença de classificação. Para a região do envelope este classificou-se como D, em posterior análise do gene pol a amostra se agrupou entre os ramos do subtipo B e da CRF _05 DF, sugerindo a existência de uma forma recombinante circulante (CRF)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.08.2005

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCFRP10600007321Carreto, Roberta
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARRETO, Roberta; COVAS, Dimas Tadeu. Caracterização molecular de isolados de HIV-1 da região de Ribeirão Preto. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.
    • APA

      Carreto, R., & Covas, D. T. (2005). Caracterização molecular de isolados de HIV-1 da região de Ribeirão Preto. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Carreto R, Covas DT. Caracterização molecular de isolados de HIV-1 da região de Ribeirão Preto. 2005 ;
    • Vancouver

      Carreto R, Covas DT. Caracterização molecular de isolados de HIV-1 da região de Ribeirão Preto. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: