Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O efeito do trabalho infantil na estatura final de adultos jovens e características de sua escolaridade: estudo da coorte de nascidos vivos entre 1978/79, nos hospitais de Ribeirão Preto, SP (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CORTEZ, SOLANGE APARECIDA ESTEVAO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: TRABALHO DE MENOR (CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO); ESTUDO DE CASO
  • Language: Português
  • Abstract: Justificativa: Efeitos negativos a saúde da criança têm sido associados ao trabalho infantil. Entretanto, seus efeitos sobre o desenvolvimento humano ainda precisam ser melhor avaliados em razão do pequeno número de estudos existentes da deficiência de controle de fatores socioeconômicos. Objetivo: avaliar o efeito do trabalho infantil na estatura final e algumas características da escolaridade de jovens entre 22-25 anos pertencentes à coorte de nascidos vivos de parto único hospitalar de Ribeirão Preto, SP - 1978/79. Métodos: O presente estudo incluiu 2063 jovens, pertencentes a coorte inicial de 6827 nascidos vivos na cidade de Ribeirão Preto, Brasil (1978/79). Foram seguidos 30,2% dos homens e 33,5% das mulheres. O trabalho infantil foi classificado de acordo com a idade de início do primeiro trabalho: < 14, 14-16 e 17+ anos. Determinantes da altura foram considerados variáveis de confusão na análise, ao nascer (restrição do crescimento intra-uterino - RCIU; comprimento ao nascer, idade materna, escolaridade materna, hábito de fumar na gravidez e ocupação do chefe de família) e na vida adulta (cor/etnia, número de irmãos e atividade física). Para as mulheres, idade da menarca também foi considerada. Análise de regressão linear múltipla estratificada por sexo foi realizada após análise bivariada. As variáveis foram selecionadas para o modelo utilizando-se o procedimento passo a passo com seleção retrógrada das variáveis. Interações plausíveisforam testadas. Análise seqüencial dos fatores associados à altura final também foi realizada, separadamente por sexo. Resultados: A altura média foi 176,0 cm (IC 95% 175,6 -176,4) para homens e 162,7 cm (IC 95% 162,3 -163,0) para mulheres. Trabalho antes dos 14 anos de idade foi observado em 20,4% dos homens e 12,4% das mulheres e trabalho entre 14 - 16 anos foi observado em 41,7 % dos homens e 36,7% das mulheres. Na análise bivariada o trabalho infantil foi ... associado à mais baixa estatura final tanto para homens (p= 0.007) quanto para mulheres (p=0.004). No entanto, esta associação não se manteve após o controle pelos fatores de confusão. A análise seqüencial sugere que tanto para os meninos como para as meninas as variáveis sócio econômicas interferiram na associação do trabalho infantil e altura final. Ter trabalhado na infância resultou em pior resultado escolar comparados com quem não trabalhou na infância. Aqueles que iniciaram no trabalho antes dos 14 anos e que não estudavam no momento da pesquisa, 62,3% pararam seus estudos no ensino médio sendo que 30,2% pararam de estudar antes de completar 9 anos de estudo. Para quem iniciou o trabalho entre 14-17 anos, 66% chegaram ao ensino médio e 16,4% tem escolaridade acima de 12 anos. Conclusão: Os resultados deste estudo não corroboram com a hipótese de associação independente entre trabalho infantil e altura final. Este resultado se explica pela ação dos confundidores sociais.Observou-se também que não ter trabalhado na infância propicia um melhor resultado escolar, sendo observado que 60,2 % dos que iniciaram atividade laborativa após 17 anos tem escolaridade alta (acima de 12 anos)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.08.2005

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200030311Cortez, Solange Aparecida E.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CORTEZ, Solange Aparecida Estevão; BARBIERI, Marco Antonio. O efeito do trabalho infantil na estatura final de adultos jovens e características de sua escolaridade: estudo da coorte de nascidos vivos entre 1978/79, nos hospitais de Ribeirão Preto, SP. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.
    • APA

      Cortez, S. A. E., & Barbieri, M. A. (2005). O efeito do trabalho infantil na estatura final de adultos jovens e características de sua escolaridade: estudo da coorte de nascidos vivos entre 1978/79, nos hospitais de Ribeirão Preto, SP. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cortez SAE, Barbieri MA. O efeito do trabalho infantil na estatura final de adultos jovens e características de sua escolaridade: estudo da coorte de nascidos vivos entre 1978/79, nos hospitais de Ribeirão Preto, SP. 2005 ;
    • Vancouver

      Cortez SAE, Barbieri MA. O efeito do trabalho infantil na estatura final de adultos jovens e características de sua escolaridade: estudo da coorte de nascidos vivos entre 1978/79, nos hospitais de Ribeirão Preto, SP. 2005 ;