Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Ideologia da segurança vs. política de defesa: uma análise histórica e conceitual (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS FILHO, JOSE LUIZ NIEMEYER DOS - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLP
  • Subjects: SEGURANÇA NACIONAL; POLÍTICA DE DEFESA; DEFESA NACIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: Desde a promulgação da Política de Defesa Nacional e da criação do Ministério da Defesa do Brasil, respectivamente nos anos de 1996 e 1999, durante o governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso, o tema "defesa nacional" vem ganhando projeção junto a sociedade brasileira, seja através da imprensa ou da Academia, não mais se limitando, como num passado recente, a um assunto exclusivamente militar e tratado dentro dos círculos militares. O objetivo principal desta pesquisa é realizar um estudo comparativo entre as concepções de segurança e de defesa nacional nos contextos da Guerra Fria e do pós-Guerra Fria. Tais momentos históricos acabaram por forjar, nos centros de poder e nos governos que se sucederam, conceitos particulares de segurança nacional e de defesa nacional. Fundamentalmente, durante o conflito entre os EUA e a ex-URSS, emolduraram-se no Brasil concepções particulares de segurança e de defesa nacional, com forte influência da Escola Superior de Guerra, institucionalmente ligada aos núcleos militares de decisão política que, de uma forma ou de outra, se encontravam no poder no período histórico apontado. Com o fim da Guerra Fria em 1989 e com as transformações ocorridas no País a partir da redemocratização iniciada em 1985, os conceitos de segurança e de defesa nacional vêm sofrendo novas interpretações, principalmente pelo fato desta discussão haver transposto os "muros da ESG", e, ))conseqüentemente, deixar de caracterizar-secomo um assunto exclusivamente militar. A pesquisa parte então da seguinte inquietação: como se caracteriza hoje, no Brasil, a defesa nacional? A resposta a tal indagação será obtida através da análise dos conceitos de segurança e de defesa nacional desenvolvidos na Escola Superior de Guerra durante os dois momentos históricos abordados, somada às novas considerações e interpretações estabelecidas nos últimos anos por diversos autores que estudam o assunto desde as últimas décadas do século passado. Trabalha-se com a seguinte hipótese: a defesa nacional, no passado marcadamente caracterizada por um componente hegemônico de perfil estratégico-militar e, ao mesmo tempo, subordinada a uma concepção de "segurança nacional" de caráter doutrinário, ativa e tutelada pelo Estado, se modifica nos últimos anos, tornando-se não mais concebida no interior de uma concepção ideológica de "segurança nacional" para transformar-se num conjunto de ações e estratégias ativas, não exclusivamente militares e, marcadas pelo sentido de legitimidade democrática e busca de maior participação junto à sociedade brasileira
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.10.2005

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH21000060946T SANTOS FILHO,JOSE L.N. 2005
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS FILHO, José Luiz Niemeyer dos; ALBUQUERQUE, José Augusto Guilhon. Ideologia da segurança vs. política de defesa: uma análise histórica e conceitual. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Santos Filho, J. L. N. dos, & Albuquerque, J. A. G. (2005). Ideologia da segurança vs. política de defesa: uma análise histórica e conceitual. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Santos Filho JLN dos, Albuquerque JAG. Ideologia da segurança vs. política de defesa: uma análise histórica e conceitual. 2005 ;
    • Vancouver

      Santos Filho JLN dos, Albuquerque JAG. Ideologia da segurança vs. política de defesa: uma análise histórica e conceitual. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: