Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Comparação entre desempenhos de estacas metálicas tubadas de ponta aberta e fechada na Baixada Santista (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GHILARDI, MARCELO PIRANI - EP
  • USP Schools: EP
  • Sigla do Departamento: PEF
  • Subjects: ESTRUTURAS; FUNDAÇÕES (ENGENHARIA); SOLOS
  • Language: Português
  • Abstract: A pesquisa trata do fenômeno do embuchamento em estacas metálicas tubadas cravadas com ponta aberta. O fenômeno em questão ocorre quando, ao se cravar uma estaca com ponta aberta, o solo que se acumula em seu interior forma um "plug", ou bucha, que altera seu comportamento, tornando-o semelhante ao de uma estaca de ponta fechada sob carregamento estático e, por vezes, até sob carregamento dinâmico. Muitas estacas escavadas, executadas com a presença de lâmina d'água, de rio, de lagoa ou de região portuária, têm como única alternativa de execução, ou alternativa mais viável economicamente, a utilização de camisas metálicas cravadas, de grande diâmetro, para que se atinja a cota de projeto. Se o fenômeno do embuchamento fosse aproveitado, nesse caso específico, a estaca agiria de maneira semelhante a uma cravada de ponta e não a uma escavada, e os coeficientes de segurança utilizados em seu dimensionamento mereceriam uma melhor avaliação. O fenômeno do embuchamento foi apresentado e caracterizado através das referências bibliográficas. Para se avaliar e compreender melhor o fenômeno, utilizou-se modelo matemático baseado nas Leis ou Relações de Cambefort, modificadas por Massad, que, através da curva carga-recalque no topo, permitiram obter o fator de majoração do atrito lateral (µ), que quantifica as cargas residuais presas na ponta em uma estaca. Através do fator µ, obtido em provas de carga encontradas na bibliografia, e da avaliação do formato da curvacarga recalque no topo, que pode denunciar, qualitativamente, as fases de mobilização do atrito lateral e da carga de ponta, foi possível comparar o comportamento de estacas tubadas cravadas de ponta aberta, embuchadas e de ponta fechada. ) A determinação do atrito lateral unitário máximo (fmáx), para os solos atravessados por estas mesmas estacas, e sua posterior comparação com os valores disponíveis na bibliografia de referência, revelou a consistência dos resultados obtidos e que a aplicação dos procedimentos adotados nesta pesquisa requerem que as provas de carga estáticas sejam levadas até a ruptura ou a grandes deformações
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.09.2005
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EPBC31200011428FD-4091
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GHILARDI, Marcelo Pirani; MASSAD, Faiçal. Comparação entre desempenhos de estacas metálicas tubadas de ponta aberta e fechada na Baixada Santista. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3145/tde-08112005-093633/ >.
    • APA

      Ghilardi, M. P., & Massad, F. (2005). Comparação entre desempenhos de estacas metálicas tubadas de ponta aberta e fechada na Baixada Santista. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3145/tde-08112005-093633/
    • NLM

      Ghilardi MP, Massad F. Comparação entre desempenhos de estacas metálicas tubadas de ponta aberta e fechada na Baixada Santista [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3145/tde-08112005-093633/
    • Vancouver

      Ghilardi MP, Massad F. Comparação entre desempenhos de estacas metálicas tubadas de ponta aberta e fechada na Baixada Santista [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3145/tde-08112005-093633/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: