Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Controle da formação de sub-produtos da desinfecção (THMs) em águas de abastecimento (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DINIZ, SONIA - EP
  • USP Schools: EP
  • Sigla do Departamento: PHD
  • Subjects: ABASTECIMENTO DE ÁGUA; TRATAMENTO DE ÁGUA; DESINFECÇÃO DA ÁGUA; ANÁLISE DA ÁGUA
  • Language: Português
  • Abstract: Os Trihalometanos (THMs) são um dos sub-produtos da desinfecção. Dentre estes sub-produtos, eles foram os primeiros a serem identificados e são os mais importantes. Os THMs são produtos resultantes da reação química do cloro livre e a matéria orgânica natural (MON), ácidos húmicos e ácidos fúlvicos (precursores). Os principais THMs encontrados em águas de abastecimento público são o clorofórmio (CHCl3), bromodiclorometano (CHBrCl2), dibromoclorometano (CHBr2Cl) e bromofórmio (CHBr3). Os compostos THMs são controlados pela Legislação Brasileira, Portaria no 518, do Ministério da Saúde, e estes não devem exceder a 100 µg/L. Neste trabalho foi avaliado os resultados de THMs das estações de tratamento de água Alto Tietê e Casa Grande, no período de 1997 a 2004. Os valores das concentrações de THMs, foram correlacionados com os valores de demanda de cloro da matéria orgânica natural. A quantidade de MON (ácidos húmicos e ácidos fúlvicos) estava relacionada com a formação de THMs e os valores de demanda de cloro. As concentrações de THMs e os valores de demanda de cloro variaram sazonalmente, e estes valores foram maiores em períodos de temperaturas elevadas e maior freqüência de chuvas (outubro a abril). O clorofórmio foi o composto que se formou em maior quantidade. Na ETA Alto Tietê este composto foi aproximadamente 80% do valor de THMs, e na ETA Casa Grande este foi praticamente 100%; isto foi em decorrência das características do manancial que abastece estasestações. Na estação de tratamento de água Alto Tietê, no ano de 2004, ocorreram algumas mudanças no tratamento, onde o pré-oxidante foi substituído pelo permanganato de potássio, e houve também melhorias no processo de coagulação. ) Em virtude destas alterações, foram observadas três reduções importantes: a) nas concentrações de THMs de aproximadamente 55% na água produzida (comparando com os valores de concentrações de mesmo período); b) nos custos do tratamento, ocorrido devido à diminuição de coagulantes e alcalinizante; c) na formação de lodo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.08.2005

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EPBC31200011116FD-4104
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DINIZ, Sonia; FERREIRA FILHO, Sidney Seckler. Controle da formação de sub-produtos da desinfecção (THMs) em águas de abastecimento. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Diniz, S., & Ferreira Filho, S. S. (2005). Controle da formação de sub-produtos da desinfecção (THMs) em águas de abastecimento. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Diniz S, Ferreira Filho SS. Controle da formação de sub-produtos da desinfecção (THMs) em águas de abastecimento. 2005 ;
    • Vancouver

      Diniz S, Ferreira Filho SS. Controle da formação de sub-produtos da desinfecção (THMs) em águas de abastecimento. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: