Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo da presença da hebicida ametrina em águas, sedimentos e moluscos, nas bacias hidrográficas do Estado de São Paulo (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: JACOMINI, ANALÚ EGYDIO - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: ECOSSISTEMAS DE ÁGUA DOCE; BIOGEOQUÍMICA; BIODIVERSIDADE
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo das interações entre o ambiente físico, processos biogeoquímicos e atuações humanas é de fundamental importância para entender as ações e processos envolvidos na geração e preservação da biodiversidade. Quanto à atuação humana, merece destaque a utilização de produtos agrotóxicos na agricultura, que entram em contato com o solo e escoam superficialmente com a água das chuvas, atingindo as águas superficiais e, conseqüentemente, a biota neste ambiente. Neste sentido, alguns animais como, por exemplo, os moluscos bivalves, podem ser utilizados como monitores biológicos do ambiente aquático. Assim, o objetivo deste estudo foi determinar resíduos do herbicida ametrina na água, no sedimento de rios e em moluscos bivalves de água doce, nas bacias dos Rios Sapucaí/Grande, Baixo Pardo, Pardo e Mogi-Guaçu nos anos de 2003 e 2004, procurando traçar um perfil espaço-temporal de sua distribuição. Para tal determinação, fez-se necessário o desenvolvimento de metodologias analíticas reprodutíveis com detecção sensível e seletiva, obtida com a utilização do sistema LC-MS-MS para a análise de ametrina em água, sedimento de rio e nos bivalves. A confiabilidade dos resultados foi assegurada com a validação dos métodos, onde os valores encontrados de precisão, recuperação, linearidade, exatidão e limite de quantificação estiveram dentro dos limites aceitáveis na literatura. A ametrina foi encontrada nas amostras de água dos Rios Mogi-Guaçu e Baixo Pardo, no ano de 2004, naconcentração de 0,05 'mü'g 'L POT. -1'. As amostras de sedimento apresentaram contaminação por este herbicida nos dois anos em todos os rios amostrados, estando os valores entre 0,1 e 2 ng 'g POT. -1'. Quanto aos moluscos bivalves, a espécie predominantemente coletada foi a Corbicula fluminea, sendo encontrados organismos contaminados pela ametrina nos Rios Mogi-Guaçu e Baixo Pardo, no ano de 2004. A presença de ametrina nos sedimentos apresentou ) correlação com os parâmetros físico-químicos pH e matéria orgânica do sedimento, gerando assim dados para compreender os processos impactantes da biodiversidade. Neste sentido, a análise de ametrina nas amostras de água, sedimento e bivalves revelou a contaminação por este herbicida, provocada pela intensa aplicação nas culturas do entorno dos rios, permitindo a comparação entre as bacias amostradas nos dois anos de coleta
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.03.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800021154Jacomini, Analu Egydio
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      JACOMINI, Analu Egydio; CAMARGO, Plínio Barbosa de. Estudo comparativo da presença da hebicida ametrina em águas, sedimentos e moluscos, nas bacias hidrográficas do Estado de São Paulo. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Jacomini, A. E., & Camargo, P. B. de. (2006). Estudo comparativo da presença da hebicida ametrina em águas, sedimentos e moluscos, nas bacias hidrográficas do Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Jacomini AE, Camargo PB de. Estudo comparativo da presença da hebicida ametrina em águas, sedimentos e moluscos, nas bacias hidrográficas do Estado de São Paulo. 2006 ;
    • Vancouver

      Jacomini AE, Camargo PB de. Estudo comparativo da presença da hebicida ametrina em águas, sedimentos e moluscos, nas bacias hidrográficas do Estado de São Paulo. 2006 ;