Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Comunicação química por meio das fezes e da urina e comportamento social em gatos domésticos (Felis silvestris catus L.) (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TRONCON, ELISA KEFALÁS - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: GATOS; COMPORTAMENTO ANIMAL; FISIOLOGIA; PSICOBIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Os gatos domésticos podem ser utilizados como modelo no estudo da Família Felidae, pois não atingem grandes proporções físicas, são encontrados em altas densidades populacionais por todo o mundo e compartilham com felinos selvagens grande variedade de marcações odoríferas. A transferência de odores entre os gatos e o meio ambiente ocorre por contatos corporais e eliminação de excretas, sendo urina e fezes importantes carreadores de informação química em quase todos os mamíferos terrestres, facilitando as interações sociais entre os indivíduos. O objetivo do presente estudo foi analisar aspectos do comportamento de gatos domésticos, com destaque para a comunicação química, via fezes e urina, entre estes animais, bem como para as relações entre estes aspectos e sua estrutura social intra-específica. Foram utilizados gatos domésticos (Felis silvestris catus), sem raça definida, de ambos os sexos, incluindo filhotes, juvenis e adultos, sendo estes castrados com um ano de idade, mantidos em alta (0,3 animais/'m POT. 2') ou em baixa densidade populacional (0,04 animais/'m POT. 2'). A coleta dos dados comportamentais de eliminação de fezes e urina foi realizada utilizando-se o método amostral "animal focal". Foram registrados o número de movimentos e o tempo gasto para cavar um buraco no solo (antes do animal defecar ou urinar), o número de movimentos e o tempo gasto para enterrar as fezes ou urina, e se houve verificação olfativa dos excrementos. Foramregistrados os locais onde os animais depositavam suas excretas e foram comparados os comportamentos destes longe ou perto dos locais de descanso e alimentação, na área de alta densidade populacional. Foram, também, comparados os comportamentos dos animais nas duas áreas de estudo. Quanto à organização social, foram registrados quais indivíduos estavam dormindo ou descansando em contato físico direto com outros indivíduos, nas duas áreas. Além disso, foram ) registrados os locais (caixas) ocupados pelos animais para descanso, em função da altura. Os resultados mostraram que os animais executam número maior de movimentos (com os membros anteriores) e gastam maior tempo para enterrar suas fezes, se comparados à urina. As fêmeas mostram esforço maior do que os machos, após a eliminação das fezes, o que pode indicar uma estratégia para a proteção dos filhotes. Em alta densidade populacional, os animais dedicam maior esforço para enterrar suas fezes, se comparados aos que vivem em baixa densidade. Quanto às verificações olfativas, as fezes são verificadas mais freqüentemente do que a urina, em machos e fêmeas, tanto em alta quanto em baixa densidade populacional. Em alta densidade, tanto os machos quanto as fêmeas depositam suas fezes longe, enquanto depositam sua urina perto dos locais utilizados para descanso e alimentação. Quanto à organização social, a alta densidade populacional parece propiciar maior número de contatos físicos direto entre os animais, do que abaixa densidade. Além disso, os animais preferem ocupar as caixas localizadas em posições mais altas do que as caixas mais baixas, e alguns animais restringem sua ocupação às caixas altas ou baixas, o que pode indicar uma estratificação social, de acordo com a posição hierárquica do animal no grupo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.03.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800021159Troncon, Elisa Kefals
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TRONCON, Elisa Kefalás; GENARO, Gelson. Comunicação química por meio das fezes e da urina e comportamento social em gatos domésticos (Felis silvestris catus L.). 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-12052006-122416/ >.
    • APA

      Troncon, E. K., & Genaro, G. (2006). Comunicação química por meio das fezes e da urina e comportamento social em gatos domésticos (Felis silvestris catus L.). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-12052006-122416/
    • NLM

      Troncon EK, Genaro G. Comunicação química por meio das fezes e da urina e comportamento social em gatos domésticos (Felis silvestris catus L.) [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-12052006-122416/
    • Vancouver

      Troncon EK, Genaro G. Comunicação química por meio das fezes e da urina e comportamento social em gatos domésticos (Felis silvestris catus L.) [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-12052006-122416/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: