Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Contribuição ao estudo de um solo saprolítico como revestimento impermeabilizante de fundo de aterros de resíduos (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: STUERMER, MONICA MACHADO - EP
  • USP Schools: EP
  • Sigla do Departamento: PEF
  • Subjects: ATERROS; RESÍDUOS URBANOS; PERMEABILIDADE DO SOLO; POLUIÇÃO DO SOLO
  • Language: Português
  • Abstract: O projeto de aterros de resíduos prevê uma barreira impermeabilizante de fundo, geralmente composta pela combinação de uma geomembrana com uma camada de argila compactada. Em áreas onde argilas homogêneas não estão disponíveis, o uso do solo local pode representar uma alternativa econômica e ambientalmente adequada. Este trabalho tem por objetivo estudar a viabilidade técnica da utilização de um solo saprolítico siltoso, representativo de um grupo de solos de grande ocorrência tanto na Região Metropolitana de São Paulo como em todo o território nacional, na construção da camada compactada do sistema impermeabilizante de fundo. Foram realizados ensaios geomecânicos, com ênfase na permeabilidade e na expansibilidade do solo, e ensaios geoambientais de adsorção, difusão e dispersão, com soluções de cádmio e chumbo em pH 1, 3 e 5,5, para avaliar os parâmetros de transporte de poluentes. Os resultados mostraram que, apesar do solo ser muito expansivo, sua pressão de expansão é baixa, possibilitando o controle da expansão em campo. A permeabilidade do solo compactado é superior ao limite máximo especificado pelas normas ambientais, no entanto o aumento na energia de compactação da Normal para a Modificada foi capaz de reduzir a permeabilidade em uma ordem de grandeza. O solo apresenta significativa capacidade de retenção dos metais, o que não era esperado com base na composição mineralógica. O chumbo foi mais adsorvido do que o cádmio, sendo que a adsorção aumenta com ovalor de pH para os dois metais. Conclui-se que o solo pode, em princípio, ser utilizado em camadas impermeabilizantes de aterros de resíduos, desde que sejam adotadas especificações de compactação adequadas e procedimentos construtivos que evitem a exposição e saturação da camada compactada. ) Além disso, em contraponto à permeabilidade um pouco superior ao limite máximo exigido pelas normas ambientais, o solo apresenta capacidade de reter metais tóxicos, indicando que o é promissor o aprofundamento da pesquisa de retenção de poluentes com fluidos mais representativos de situações reais, com o objetivo de incorporar os parâmetros de transporte de poluentes aos critérios de projeto
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.02.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EPBC31200015745FT-2238
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      STUERMER, Monica Machado; BOSCOV, Maria Eugênia Gimenez. Contribuição ao estudo de um solo saprolítico como revestimento impermeabilizante de fundo de aterros de resíduos. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
    • APA

      Stuermer, M. M., & Boscov, M. E. G. (2006). Contribuição ao estudo de um solo saprolítico como revestimento impermeabilizante de fundo de aterros de resíduos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Stuermer MM, Boscov MEG. Contribuição ao estudo de um solo saprolítico como revestimento impermeabilizante de fundo de aterros de resíduos. 2006 ;
    • Vancouver

      Stuermer MM, Boscov MEG. Contribuição ao estudo de um solo saprolítico como revestimento impermeabilizante de fundo de aterros de resíduos. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: