Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Modelos markovianos para canais iônicos em membranas celulares (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CRUZ, EMERSON FLAMARION DA - IF
  • USP Schools: IF
  • Subjects: MECÂNICA ESTATÍSTICA CLÁSSICA; FÍSICA TEÓRICA; BIOFÍSICA
  • Language: Português
  • Abstract: Estudamos o mecanismo de abertura de canais iônicos presentes na membrana celular de células excitáveis características do sistema nervoso e muscular. O ponto de partida foi a re-interpretação do modelo fenomenológico proposto por HODGKIN E HUXLEY, sob o ponto de vista da Mecânica Estatística. Mais precisamente, considerando o mecanismo de abertura como um processo markoviano. Desta forma, o objetivo principal deste trabalho é representar o mecanismo de abertura dos canais iônicos através de modelos estatísticos de rede e elaborar programas computacionais que simulem o funcionamento dos mesmos. Foram considerados tanto os canais cuja cinética de abertura é dependente da diferença de potencial elétrico transmembrana, como aqueles dependentes de agentes químicos, denominados ligantes, que favorecem (agonistas) ou não (antagonistas) o mecanismo de abertura dos canais iônicos. Para os canais dependentes de voltagem a modelagem estatística considerou tanto canais que apresentam apenas 2 estados de abertura como os que apresentam o estado inativado. Os primeiros referem-se aos canais para o potássio, enquanto os últimos aos canais para os íons de sódio. A partir dos resultados obtidos das simulações computacionais, estudamos o comportamento do fluxo de íons através da membrana celular, representada por uma rede bidimensional, e os comparamos qualitativamente com os resultados obtidos através do modelo fenomenológico proposto por HODGKIN EHUXLEY. Estudamos ainda o efeito de bloqueadores atuantes em canais iônicos para o íon sódio, na intenção de simular a ação de anestésicos locais como a lidocaína. Finalmente, estudamos os canais iônicos dependentes de ligantes. Propusemos dois modelos estatísticos que encerram diferentes relações de dependência entre o mecanismo de abertura do canal e a concentração de ligantes na rede. Uma vez simulados computacionalmente, os modelos nos ofereceram dados para o estudo do ) fluxo de íons através de canais desta natureza
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.03.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IF30500047682530.13 C957m M Ex.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CRUZ, Emerson Flamarion da; OLIVEIRA, Mário José de. Modelos markovianos para canais iônicos em membranas celulares. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-02112006-145734/ >.
    • APA

      Cruz, E. F. da, & Oliveira, M. J. de. (2006). Modelos markovianos para canais iônicos em membranas celulares. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-02112006-145734/
    • NLM

      Cruz EF da, Oliveira MJ de. Modelos markovianos para canais iônicos em membranas celulares [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-02112006-145734/
    • Vancouver

      Cruz EF da, Oliveira MJ de. Modelos markovianos para canais iônicos em membranas celulares [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-02112006-145734/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: