Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Um estudo estatístico de novas clássicas (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MORAES JUNIOR, MANOEL CARLOS VIEIRA DE - IAG
  • USP Schools: IAG
  • Sigla do Departamento: AGA
  • Subjects: ESTRELAS NOVAS; ASTROFÍSICA ESTELAR
  • Language: Português
  • Abstract: Tendo como base dados publicados na literatura foi realizado um estudo estatístico da população de novas conhecidas, considerando-se as principais variáveis observacionais desses objetos (amplitude da erupção, tempo de decaimento do brilho, luminosidade em 'H ALFA' e 'H BETA', magnitude absoluta e período orbital). As ferramentas de análise foram histogramas das grandezas observáveis e análise de componentes principais (PCA); método estatístico que analisa a dimensionalidade de um conjunto de dados. Análise populacional não encontrou o "vazio" na distribuição de períodos orbitais previsto por modelos teóricos. O comportamento bimodal da distribuição de tempo de decaimento do brilho das novas pode ser explicado por efeitos de seleção, contrariando a hipótese de Duerbeck (1990). A relação magnitude absoluta tempo de decaimento foi recalibrada com a amostra atual de novas, obtendo-se um ajuste com dispersão menor que os anteriores. Foi verificado que esta relação é sensível à composição da amostra e aos efeitos de seleção. Através do PCA, foram encontradas novas correlações, como a dependência da luminosidade nas linhas de Balmer com o tempo de decaimento do brilho. Também foram obtidas novas correlações entre a massa da anã branca e os parâmetros ligados à energia da erupção. Além disso, foi derivada uma calibração que estima a massa da anã branca como função do período orbital, para sistemas de longo período. O PCA também permitiu adicionar novas variáveis àsrelações obtidas previamente. Foi encontrada uma boa relação entre a luminosidade em 'H BETA' e magnitude absoluta para um dado tempo de decaimento, como coeficiente de correlação R=0,99 e dispersão 'SIGMA IND.E'=0,17 mag. As correlações que envolvem a magnitude absoluta tem importância como calibrador secundário da escala de distâncias. As novas correlações derivadas neste trabalho podem ser relevantes como vínculos para os modelos de erupção ) de novas, além de sugerir quais os principais fenômenos físicos envolvidos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.05.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IAG30200022753CD-ROM 344
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MORAES JUNIOR, Manoel Carlos Vieira de; DIAZ, Marcos Perez. Um estudo estatístico de novas clássicas. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
    • APA

      Moraes Junior, M. C. V. de, & Diaz, M. P. (2006). Um estudo estatístico de novas clássicas. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Moraes Junior MCV de, Diaz MP. Um estudo estatístico de novas clássicas. 2006 ;
    • Vancouver

      Moraes Junior MCV de, Diaz MP. Um estudo estatístico de novas clássicas. 2006 ;