Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo sobre a correlação entre gravidade da demência senil tipo Alzheimer, níveis de homocisteína plasmática e genótipos da metilenotetrahidrofolato redutase (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NOGUEIRA, CHARLYS BARBOSA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: DEMÊNCIA SENIL; METABOLISMO; DIETOTERAPIA
  • Language: Português
  • Abstract: Demência senil tipo Alzheimer (DA) é uma doença neurodegenerativa crônica que tem sido associada a uma série de fatores de risco como idade, história familiar, fatores genéticos e doença vascular cerebral prévia. Fatores de risco passíveis de modificações têm sido bastante estudados e destes destacamos a hiperhomocisteinemia. A enzima metilenotetrahidrofolato redutase (MTHFR) participa de forma significativa no metabolismo da homocisteína. Alguns polimorfismos no gene codificador desta enzima podem levar a formação de enzimas com atividade reduzida e este fato poderia causar aumento dos níveis de homocisteina. Alguns exemplos destes polimorfismos são C677T, A1298C e G1793A. Os objetivos desse estudo foram avaliar os níveis de homocisteína sérica, ácido fólico e vitamina 'B ind. 12' em pacientes com diagnóstico de DA provável em diferentes estágios da doença e se polimorfismos no gene MTHFR estão relacionados a esta doença. Para tanto foi realizado estudo transversal e tipo caso controle, com 77 voluntários, sendo 20 controles cognitivamente normais, 20 com DA leve, 16 com DA moderada e 14 com DA grave segundo critérios da NINCS-ADRDA e DSM-IV, além de 7 pacientes com comprometimento cognitivo leve segundo critérios de Petersen. Os voluntários, após o diagnóstico, foram classificados pela Escala Clínica de demência (CDR). Os níveis de homocisteína foram significativamente maiores entre os doentes (DA leve, moderada e grave) e principalmente entreaqueles com DA moderada e grave em relação aos controles. O risco relativo para DA entre aqueles com hiperhomocisteinemia moderada e intermediária (16 - 100 'mü'moI/L) foi de 3,16 (1,37 - 7,28) e 2,91 (1,42 - 5,98) para DA moderada e grave respectivamente. Os níveis de vitamina B-12 e folato foram menores entre os voluntários doentes notoriamente entre aqueles com DA moderada e grave. As prevalências dos genótipos C677T e G1793A do gene MTHFR não diferiram entre os ) grupos estudados. O genótipo A1298C, homozigoto para o alelo menos freqüente (CC), foi mais encontrado entre os voluntários do grupo controle com valor de odds ratio de 0,09 (Intervalo de confiança: 0,01 - 0,83). Fato que sugere um possível efeito protetor para o desenvolvimento de DA. Em conclusão, os níveis de homocisteína sérica mostraram-se significativamente maiores entre portadores de doença de Alzheimer, notoriamente entre aqueles com DA moderada e grave. Os níveis de vitamina B-12 e folato foram menores entre os voluntários com Alzheimer moderado e grave em relação ao grupo controle, porém em sua maioria dentro dos limites normais. É provável que níveis mais elevados de homocisteína sérica possam estar implicados com uma evolução menos favorável da doença de Alzheimer e, dessa forma, estudos prospectivos buscando elucidar as possíveis relações entre níveis de homocisteína, vitamina B-12 e folato com déficits cognitivos e evolução para doença de Alzheimer ainda se fazem necessários
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.05.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200031375Nogueira, Charlys Barbosa
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NOGUEIRA, Charlys Barbosa; MORIGUTI, Júlio César. Estudo sobre a correlação entre gravidade da demência senil tipo Alzheimer, níveis de homocisteína plasmática e genótipos da metilenotetrahidrofolato redutase. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Nogueira, C. B., & Moriguti, J. C. (2006). Estudo sobre a correlação entre gravidade da demência senil tipo Alzheimer, níveis de homocisteína plasmática e genótipos da metilenotetrahidrofolato redutase. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Nogueira CB, Moriguti JC. Estudo sobre a correlação entre gravidade da demência senil tipo Alzheimer, níveis de homocisteína plasmática e genótipos da metilenotetrahidrofolato redutase. 2006 ;
    • Vancouver

      Nogueira CB, Moriguti JC. Estudo sobre a correlação entre gravidade da demência senil tipo Alzheimer, níveis de homocisteína plasmática e genótipos da metilenotetrahidrofolato redutase. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: