Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Variabilidade biológica entre sambaquieiros: um estudo de morfologia dentária (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARTOLOMUCCI, LIGIA BENEDETTO GIARDINI - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIO
  • Subjects: ANTROPOLOGIA DENTÁRIA; SAMBAQUIS
  • Language: Português
  • Abstract: Estudos arqueológicos em sambaquis fluviais sugerem proximidade cultural entre estes e os sambaquis litorâneos. No entanto, existem poucos trabalhos que abordam as relações biológicas e os processos microevolutivos destes sambaquieiros, mesmo pro que coleções osteológicas de sambaquieiros fluviais são conquistas recentes da arqueologia nacional. Visando lançar luz sobre este importante aspecto da antropologia biológica e da arqueologia brasileira, o presente trabalho tem como principal objetivo estimar a biodistância entre grupos de indivíduos que perfazem coleções osteológicas humanas provenientes de sambaquis fluviais e litorâneos através de 33 vairáveis morfológicas não-métricas dentárias. Os caracteres dentários são de determinação geneética, dificilmente alterados por fatores ambientais. Além disso, preservam-se bem no registro arqueológico, são de fácil análise, sendo importantes marcadores para estudos de biodistância. Para este estudo foram observadas variáveis dentárias de 1958 coroas e de 3260 raízes de dentes permanentes de um total de 239 indivíduos provenientes de quatro sítios fluviais do Vale do ribeira (Capelinha, Estreito, Moraes, Pavão XVI) e sete sítios arqueológicos do Paraná e Santa Catarina (Enseada I, Guaraguaçu, Itaquara, Jabuticabeira II, Matinhos, Morro do Ouro e Rio Comprido). As análises foram realizadas de três formas diferentes: 1) Os sítios foram comparados um a um; 2) Os sítios foram agrupados em quatro regiões diferentes (SãoPaulo, Paraná, norte de Santa Catarina e sul de Santa Catarina) e estas regiões foram comparadas entre si; 3) Foi mantida a região de São Paulo, composta pelos sítios fluviais do Vale do Ribeira, e esta foi comparaada com cada um dos outros sítios separadamente. Desta forma foi possível discutir as relações de distância biológica entre estes diferentes agrupamentos quanto a aspectos distintos. Várias maneiras diferentes de análise foram utilizadas para estimar a distância biológica: a medida média de divergência (MMD) segundo duas fórmulas distintas, o teste de Sanghvi, o escalonamento multidimensional e a análise de Cluster. A maioria dos resultados dos diferentes testes quanto aos distintos agrupamentos indicam que os indivíduos do sambaqui fluvial Moraes encontram-se dentro da variabilidade biológica dos sambaquieiros litorâneos estudados, sendo que se assemelham biologicamente mais aos indivíduos provenientes dos sítios litorâneos do Paraná. Arqueologicamente estas regiões não se assemelham, o que exige a realização de outros trabalhos para que esta discrepância possa ser compreendida. Foram observadas diferenças biológicas significativas entre alguns grupos de sambaquieiros litorâneos. Estes resultados corroboram estudos anteriores tanto da arqueologia quanto da antropologia biológica, em que se observaram diferenças entre alguns sambaquis litorâneos. Os diferentes métodos estatísticos utilizados no presente estudo mostraramdivergências em alguns casos, cujas implicações são discutidas. Para melhor compreender a relação dos sambaquieiros fluviais com outros grupos sambaquieiros e do interior do Brasil, são necessários novos trabalhos incluindo um maior número de indivíduos e outros sítios na amostra. Só assim poderá ser verificado se os grupos fluviais continuam fazendo parte da variação morfológica encontrada entre os grupos litorâneos ou não
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.04.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000023187M-1243 ex.revisado
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARTOLOMUCCI, Ligia Benedetto Giardini; EGGERS, Sabine. Variabilidade biológica entre sambaquieiros: um estudo de morfologia dentária. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41131/tde-15042007-210704/ >.
    • APA

      Bartolomucci, L. B. G., & Eggers, S. (2006). Variabilidade biológica entre sambaquieiros: um estudo de morfologia dentária. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41131/tde-15042007-210704/
    • NLM

      Bartolomucci LBG, Eggers S. Variabilidade biológica entre sambaquieiros: um estudo de morfologia dentária [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41131/tde-15042007-210704/
    • Vancouver

      Bartolomucci LBG, Eggers S. Variabilidade biológica entre sambaquieiros: um estudo de morfologia dentária [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41131/tde-15042007-210704/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: