Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo da replicação do vírus dengue-2 sob a ação de drogas inibidoras do metabolismo celular (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FARIAS, KLEBER JUVENAL SILVA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: DENGUE; METABOLISMO CELULAR; VACINAS VIRAIS; IMUNOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Os vírus dengue representam o mais importante arbovirus transmissor de doença em humanos, resultando em progressivas manifestações clínicas tais como febre da dengue, febre hemorrágica da dengue e síndrome do choque da dengue. O controle desta infecção é feito apenas pelo controle do vetor, pois não existe até o momento, nenhuma vacina que proteja os indivíduos desta infecção e nenhum antiviral para o controle da replicação viral. Na tentativa de se entender se poderia haver interferência de drogas na replicação do vírus dengue, células C6/36 e Vero foram cultivadas e as mono camadas confluentes foram infectadas com vírus dengue-2, a uma multiplicidade de infecção (MOI) de 0,1. Para confirmação da replicação viral, um ensaio de imunofluorescência indireta foi realizado sobre células infectadas. A análise da inibição da replicação viral pelas drogas que interferem na homeostase celular foi realizada em mono camadas de células Vero e C6/36 tratadas, concomitante e após a infecção viral, com cloroquina (aumenta o pH endossomal), brefeldina A (inibe o fluxo vesicular de proteínas) e citocalasina B (desestabiliza os filamentos de actina). Sobrenadantes de células infectadas foram coletados após períodos de 0, 6, 12, 24, 48, 72, 96, 120, 144 e 168 horas da infecção viral. Foi realizada a extração do RNA total do sobrenadante e a replicação viral foi analisada através da quantificação dos vírus produzidos pela detecção do número de cópias de RNA do vírus dengue-2.Esta quantificação foi realizada através da PCR em tempo real onde a região 3' não-codificadora do genoma dengue-2 foi analisada utilizando primers específicos para o vírus dengue-2 e usando-se o SYBR GREEN® One-Step RT-PCR Master Mix Reagents Kits (Applied Biosystems). Para verificar a ação das drogas in vivo no sentido de investigar o seu possível uso em humanos, grupos de cinco camundongos Swiss de 4 semanas de idade foram desafiados com uma injecção intracerebral de uma cepa virulenta do dengue-2, e tratados ou não 2 horas ou 3 dias após a infecção com as drogas por via intraperitoneal. A cloroquina foi administrada em intervalos de 24 horas durante sete dias, enquanto que a brefeldina A e a citocalasina B foram dose única. Os animais foram observados durante 21 dias. A porcentagem de sobrevivência no grupo de camundongos infectados com vírus e tratados com cloroquina 2 horas após infecção foi melhor do que nos outros grupos (tratadas ou com brefeldina A ou com citocalasina B ou cloro quina 3 dias após infecção) já que houve um desvio da curva de sobrevivência e um deles sobreviveu enquanto nos outros grupos, todos morreram. Todos os animais que não foram tratados morreram por volta do 10° dia. A transcrição reversa por PCR em tempo real mostrou que, comparado as células controle, houve uma diminuição estatisticamente significante na replicação viral em células Vero quando tratadas com cloroquina, brefeldina A e citocalasina B; resultados queforam confirmados por ensaio de placa (PFU). Em células C6/36, a cloro quina induziu um aumento estatisticamente significante na replicação viral a partir de 12 horas quando comparado as células controle, mostrando que este vírus usa uma via diferente de penetração nessas células onde o resultado foi confirmado por ensaio de placa (PFU). A cloroquina mostrou-se eficiente na inibição da replicação do vírus dengue-2 in vivo (camundongos) 2 horas após infecção e in vitro (V ero), enquanto que com a brefeldina A, citocalasina B e cloro quina 3 dias após puecção não tivemos resultados satisfatórios in vivo, porém in vitro essas drogas mostraram-se eficientes. Este trabalho mostra que algumas drogas poderão ter um papel importante no tratamento da dengue em um futuro próximo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.05.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200032383FARIAS, KLEBER JUVENAL SILVA
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FARIAS, Kleber Juvenal Silva; FONSECA, Benedito Antônio Lopes. Estudo da replicação do vírus dengue-2 sob a ação de drogas inibidoras do metabolismo celular. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Farias, K. J. S., & Fonseca, B. A. L. (2006). Estudo da replicação do vírus dengue-2 sob a ação de drogas inibidoras do metabolismo celular. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Farias KJS, Fonseca BAL. Estudo da replicação do vírus dengue-2 sob a ação de drogas inibidoras do metabolismo celular. 2006 ;
    • Vancouver

      Farias KJS, Fonseca BAL. Estudo da replicação do vírus dengue-2 sob a ação de drogas inibidoras do metabolismo celular. 2006 ;