Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Dacriocistorrinostomia endocanalicular com laser de diodo (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CINTRA, PEDRO PAULO VIVACQUA DA CUNHA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: OTORRINOLARINGOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Nos últimos anos a procura por métodos cirúrgicos menos invasivos e com resultados que fossem semelhantes aos utilizados tem sido a norma na medicina. Assim, surgiram os lasers cirúrgicos, possibilitando, a nós médicos, procedimentos de uma precisão inimaginável há alguns atrás. Neste trabalho, o nosso objetivo foi avaliar e comparar os resultados da dacriocistorrinostomia endocanalicular (DCR ECN) com laser de diodo e a técnica tradicional de dacriocistorrinostomia endonasal DCR EDN realizadas em pacientes selecionados, portadores de estenose comprovada por dacriocistografia das vias lacrimais. Realizamos 28 cirurgias de DCR ECN com laser de diodo Diomed 15 e 24 cirurgias de DCR EDN no período de fevereiro de 2002 a julho de 2005. Em nossos resultados o tempo cirúrgico com a DCR ECN foi de 29 minutos, e da DCR EDN 86 minutos, estatisticamente significativo. No grupo DCR ECN, 25 (88%), apresentavam-se sem queixas após o procedimento e três (12%) apresentaram ausência de melhora dos sintomas após o procedimento cirúrgico, ao passo que no grupo DCR EDN 19 pacientes (79%) apresentaram resultados positivos e 5 pacientes (21%) mantiveram os seus sintomas iniciais, não havendo diferença significativa no percentual entre os grupos. O tempo de silicone dos pacientes do grupo DCR ECN (55 dias) foi significativamente inferior ao tempo de tubo dos pacientes do grupo DCR EDN (117 dias). Nos parâmetros avaliados somente na DCR ECN verificamos que a quantidade de energiavariou de 289 a 523J, a anestesia local associada à sedação foi bem suportada por todos os pacientes. O sangramento intra-operatório foi classificado como ausente em dois procedimentos (7,14%), leve em dezessete pacientes (60,71%), moderado em nove pacientes (32,14%) e em nenhum paciente foi necessário interromper o procedimento por sangramento. Concluímos que as duas técnicas apresentaram bom índice de resolutibilidade, sem diferença significativa entre elas. Destacamos as facilidades oferecidas pela DCR ECN apesar da desvantagem que é o custo alto do equipamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.05.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200032377CINTRA, PEDRO PAULO V. C.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CINTRA, Pedro Paulo Vivacqua Cunha; ANSELMO-LIMA, Wilma T. Dacriocistorrinostomia endocanalicular com laser de diodo. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Cintra, P. P. V. C., & Anselmo-Lima, W. T. (2006). Dacriocistorrinostomia endocanalicular com laser de diodo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Cintra PPVC, Anselmo-Lima WT. Dacriocistorrinostomia endocanalicular com laser de diodo. 2006 ;
    • Vancouver

      Cintra PPVC, Anselmo-Lima WT. Dacriocistorrinostomia endocanalicular com laser de diodo. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: