Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Drogas vegetais: avaliação da contaminação mícrobiana e pesquísa de aflatoxinas, ocratoxina A e cítrinina (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BUGNO, ADRIANA - FCF
  • USP Schools: FCF
  • Sigla do Departamento: FBF
  • Subjects: MICROBIOLOGIA APLICADA; CONTROLE BIOLÓGICO DE QUALIDADE DOS MEDICAMENTOS; DROGA VEGETAL (ANÁLISE QUALITATIVA)
  • Language: Português
  • Abstract: O aumento na demanda, a falta de fiscalização sanitária efetiva e de especificações adequadas para verificar a qualidade de drogas vegetais são fatores que contribuem para o acesso a produtos sem garantia da qualidade e segurança. Embora sejam consideradas seguras por sua origem natural, as drogas vegetais apresentam elevadas cargas microbianas e podem oferecer riscos potenciais aos usuários, tanto pela presença de microrganismos potencialmente patogênicos, quanto pela contaminação com toxinas. O objetivo deste estudo foi avaliar a contaminação microbiana presente em 91 amostras de drogas vegetais, o potencial toxigênico de fungos isolados e a presença de aflatoxinas, ocratoxina A e citrinina nestas amostras. Os resultados obtidos demonstraram que 73,6 'POR CENTO' das amostras apresentaram populações microbianas superiores a 2x '10 POT.3' UFC de bactérias aeróbias/g e 2x '10 POT.2' UFC de bolores e leveduras/g e que 81,3 'POR CENTO' apresentaram ao menos um dos microrganismos considerados indicadores de risco. Com relação à contaminação fúngica, observou-se o predomínio dos gêneros Aspergillus e Penicillium, sendo que a análise micotoxicológica revelou que 21,49 'POR CENTO' apresentaram capacidade para produção de aflatoxinas, ocratoxina A e citrinina. Apesar de fungos toxigênicos terem sido detectados em 35 amostras de drogas vegetais, a análise micotoxicológica, realizada conforme Farmacopéia Americana, não revelou a presença de aflatoxinas, ocratoxina A ecitrinina em nenhuma das amostras de drogas vegetais, indicando que os microrganismos podem não terem sido submetidos a condições favoráveis à expressão de sua capacidade toxigênica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.01.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CQ30100011633T 615.19015 B931d
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BUGNO, Adriana; PINTO, Terezinha de Jesus Andreoli. Drogas vegetais: avaliação da contaminação mícrobiana e pesquísa de aflatoxinas, ocratoxina A e cítrinina. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-25082008-101633/ >.
    • APA

      Bugno, A., & Pinto, T. de J. A. (2006). Drogas vegetais: avaliação da contaminação mícrobiana e pesquísa de aflatoxinas, ocratoxina A e cítrinina. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-25082008-101633/
    • NLM

      Bugno A, Pinto T de JA. Drogas vegetais: avaliação da contaminação mícrobiana e pesquísa de aflatoxinas, ocratoxina A e cítrinina [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-25082008-101633/
    • Vancouver

      Bugno A, Pinto T de JA. Drogas vegetais: avaliação da contaminação mícrobiana e pesquísa de aflatoxinas, ocratoxina A e cítrinina [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-25082008-101633/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: