Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A técnica de blue rayon in situ associada ao teste Salmonella/microssoma como estratégia para o monitoramento de águas estuarinas quanto à presença de compostos policíclicos genotóxicos (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: KUMMROW, FABIO - FCF
  • USP Schools: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: TOXICOLOGIA AMBIENTAL; HIDROCARBONETOS POLICÍCLICOS (TOXICIDADE); ÁGUA DO MAR (CONTAMINAÇÃO); ÁGUA (ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL)
  • Language: Português
  • Abstract: O estuário de Santos abriga o maior porto da América Latina e um dos maiores complexos industriais do Brasil. Na década de 1970 foi considerado um dos maiores exemplos de degradação ambiental em ambientes costeiros, e apesar da melhora na qualidade ambiental observada nos últimos anos algumas áreas deste estuário apresentam sedimentos ainda altamente contaminados com compostos tóxicos e genotóxicos, especialmente os Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPA). Operações de dragagem para manutenção das atividades portuárias são necessárias e consequentemente durante este processo pode ocorrer a ressuspensão de contaminantes presentes nesses sedimentos, tornando-os disponíveis novamente na coluna d'água. Desta forma é interessante ter uma estratégia eficiente e aplicável no monitoramento da qualidade dessas águas. O Blue rayon (BR) é um adsorvente seletivo para compostos policíclicos com três ou mais anéis fundidos em sua molécula e tem sido utilizado com sucesso no monitoramento de HPA e atividade mutagênica em ambientes aquáticos. Este trabalho teve como objetivo padronizar o uso da técnica de Blue rayon in situ ancorado, onde as fibras são fixas a uma distância padronizada dos sedimentos, associada ao teste de Salmonella/microssoma em microssuspensão a ser aplicada no monitoramento das águas desse estuário. Foram selecionados três pontos de amostragem com diferentes características e sedimentos com variados níveis de contaminação. As duascampanhas iniciais foram realizadas com o objetivo de avaliar a eficiência do BR e de escolher a linhagem de Salmonella mais sensível aos compostos mutagênicos possivelmente presentes nos extratos ) obtidos bem como verificar a presença de HPA. As cinco campanhas posteriores foram realizadas para verificar o comportamento e a eficiência da estratégia previamente definida no monitoramento das águas desse estuário utilizando experimentos de dose resposta. Os resultados obtidos nas duas primeiras campanhas mostraram que as águas do ponto 1, que contém os sedimentos mais contaminados e recebe os efluentes da COSIPA, apresentam maior contaminação por HPA e atividade genotóxica mais elevada que o ponto 2. Também foi possível determinar que a linhagem de Salmonella YG1041 foi a mais sensível para detectar atividade mutagênica tanto no ponto 1 quanto no ponto 2. Nas cinco campanhas subsequentes as maiores potências mutagênicas foram também observadas no ponto 1 com valores máximos de 5.100 e 36.000 revertentes/g de BR para a linhagem YG1041 na ausência e na presença de ativação metabólica (S9) respectivamente. Nos pontos 2 e 3 as potências observadas foram similares entre si, com valores em torno de 1.000 revertentes/g de BR. Com base nos resultados obtidos nas duas etapas deste trabalho pode-se concluir que a o Blue rayon utilizado in situ a uma distância padronizada dos sedimento associado ao teste de Salmonella/microssoma em microssuspensão com a linhagem YG1041 napresença e na ausência de ativação metabólica (S9) é uma ferramenta que pode ser aplicada no monitoramento da qualidade do estuário de Santos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.03.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CQ30100011610T 615.9 K96t
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KUMMROW, Fábio; UMBUZEIRO, Gisela de Aragão. A técnica de blue rayon in situ associada ao teste Salmonella/microssoma como estratégia para o monitoramento de águas estuarinas quanto à presença de compostos policíclicos genotóxicos. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-09082017-152407/pt-br.php >.
    • APA

      Kummrow, F., & Umbuzeiro, G. de A. (2006). A técnica de blue rayon in situ associada ao teste Salmonella/microssoma como estratégia para o monitoramento de águas estuarinas quanto à presença de compostos policíclicos genotóxicos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-09082017-152407/pt-br.php
    • NLM

      Kummrow F, Umbuzeiro G de A. A técnica de blue rayon in situ associada ao teste Salmonella/microssoma como estratégia para o monitoramento de águas estuarinas quanto à presença de compostos policíclicos genotóxicos [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-09082017-152407/pt-br.php
    • Vancouver

      Kummrow F, Umbuzeiro G de A. A técnica de blue rayon in situ associada ao teste Salmonella/microssoma como estratégia para o monitoramento de águas estuarinas quanto à presença de compostos policíclicos genotóxicos [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9141/tde-09082017-152407/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: