Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Colpocitologia oncológica na mulher grávida: prevalência e fatores de risco associados a alterações celulares e processos infecciosos cérvico-vaginais (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TSUNECHIRO, MARIA ALICE - EE
  • USP Schools: EE
  • Subjects: COLPOSCOPIA; NEOPLASIAS DO COLO UTERINO; GRAVIDEZ; FATORES DE RISCO; ENFERMAGEM OBSTÉTRICA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O câncer do colo do útero desenvolve-se sem quaisquer sintomatologia específica nas suas etapas iniciais pré-invasivas, o que torna o diagnóstico das neoplasias intra-epiteliais um acontecimento ocasional em mulheres que se submetem aos exames ginecológicos de rotina ou de rastreamento e detecção precoce (Canavan, Doschi 2000). Apesar das campanhas governamentais de prevenção de cancer de colo do útero, um contingente considerável de mulheres nunca fazem a colpocitologia oncológica (Ministério da Saúde, 2001). As mulheres quando engravidam recorrem aos serviços de saúde e, assim, o pré-natal constitui excelente oportunidade para informar e aconselhar a mulher quanto a uma série de medidas de promoção da saúde e prevenção de doenças como por exemplo a colpocitologia oncológica (Ministério da Saúde 2000). Objetivos: 1. Verificar a prevalåencia de alterações celulares e de processos infecciosos na mulher grávida pelo exame colpocitilógico; 2. Verificar a associação das ocorrências de alterações de células epiteliais e processos infecciosos com idade materna, idade na primeira relação sexual, número de parceiros e número de gestações. Metodologia: Foram consultados prontuários de 1.935 mulheres grávidas matriculadas no serviço de pré-natal do Amparo Maternal, São Paulo, SP, em 2000 e 2001. A fonte de dados foi o registro dos resultados do exame citológico das gestantes que se submeteram ao exame nesse servuço nos dois anos citados. Os dadosforam armazenados em um banco de dados criado utilizando o Programa Excell e por meio do software Epi-Info 6 calcularam-se as freqüências, as médias e desvios-padrão. Para os dados de associação dos fatores de risco aplicou-se os testes Qui-quadrado e Regressão Logística. Resultados: Características das gestantes segundo médias: idade 23,6 anos; escolaridade 7,4 anos; menarca 12,9 anos; início da vida sexual 16,9 anos; idade na primeira gestação 20,1 anos; número ) de parceiros 2,7; número de gestações 2,3. Quanto ao exame colpocitológico anterior 36,5% nunca haviam se submetido e 57,2% realizaram há menos de três anos. No serviço pré-natal 60,6% das mulheres foram submetidas ao exame e os motivos daquela que não realizaram foram: não retorno ao serviço, fizeram há menos de dois anos, idade gestacional adiantada, recusa entre outros. Observou-se alterações de células epiteliais, isolada e ou associada, compatíveis com HPV, atipias, displasias e coilocitóticas em 6,4% dos resultados. Os processos infecciosos forma identificados, de forma isolada e ou associada, em 48,6% das mulheres. /foi observado as seguintes prevalências de processos infecciosos identificados conforme os seguintes agentes infecciosos: Candida em 20,5%, seguido de Gardnella vaginallis em 19,9%, Trichomonas vaginallis em 10,7% e o HPV em 3,7%. As prevalåencias de alterações encontradas neste estudo estão dentro daquelas citadas na literatura. Os fatores de risco considerados no estudo não semostraram associadas com as alterações de células epiteliais; o número d parceiros foi o fator associado positivamente à presença de algum tipo de processo infeccioso cérvico-vaginal. Conclusão: A colpocitologia oncológica como parte do cuidado pré-natal cosntitui um imporante recurso para a detecção de mulheres com risco potencial para desenvolver câncer cérvico-uterino, visto que a maioria dos principais fatores de risco não se mostraram associados às alterações celulares e microbiológicas
  • Imprenta:
  • ISBN: 8587582089
  • Source:
  • Conference titles: Seminário Nacional de Pesquisa em Enfermagem

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE1530959-10TSUNECHIRO, M. A. doc 17
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TSUNECHIRO, Maria Alice; GARCIA, Ana Paula Fracarolli. Colpocitologia oncológica na mulher grávida: prevalência e fatores de risco associados a alterações celulares e processos infecciosos cérvico-vaginais. Anais.. Porto Seguro: ABEn-BA, 2003.
    • APA

      Tsunechiro, M. A., & Garcia, A. P. F. (2003). Colpocitologia oncológica na mulher grávida: prevalência e fatores de risco associados a alterações celulares e processos infecciosos cérvico-vaginais. In Resumos. Porto Seguro: ABEn-BA.
    • NLM

      Tsunechiro MA, Garcia APF. Colpocitologia oncológica na mulher grávida: prevalência e fatores de risco associados a alterações celulares e processos infecciosos cérvico-vaginais. Resumos. 2003 ;
    • Vancouver

      Tsunechiro MA, Garcia APF. Colpocitologia oncológica na mulher grávida: prevalência e fatores de risco associados a alterações celulares e processos infecciosos cérvico-vaginais. Resumos. 2003 ;