Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Seguro na FEBEM-SP: universo moral e relações de poder entre adolescentes internos (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NOGUCHI, NATALIA FELIX DE CARVALHO - IP
  • USP Schools: IP
  • Subjects: ADOLESCENTE INSTITUCIONALIZADO; PSICOLOGIA INSTITUCIONAL; DESENVOLVIMENTO MORAL
  • Language: Português
  • Abstract: Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), considera-se adolescente, no Brasil, toda e qualquer pessoa entre 12 e 18 anos e define-se ato infracional a conduta descrita como crime ou contravenção penal, segundo o artigo 103. Ao adolescente autor de ato infracional, considerado inimputável, são aplicadas medidas sócio-educativas que variam desde advertência até internação em estabelecimento educacional. No que diz respeito a essa última medida, a FEBEM - Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor - tem como objetivo cumprir as diretrizes e normas dispostas no ECA e inserir os adolescentes, de acordo com a idade e o grau da infração, em programas sócio-educativos específicos, que devem incluir a profissionalização e a reintegração social. Fazer um levantamento das últimas notícias publicadas sobre a FEBEM faz saltar aos nossos olhos um sistema frágil, que recebe críticas generalizadas. As fugas são realizadas em massa e o número de fugitivos é cada vez maior. Trata-se de uma instituição total, em que adolescentes ficam privados de liberdade, passando por uma disciplinarização e enquadramento constantes. No entanto, ao entrar em contato com a rotina das unidades, nos deparamos com uma organização que se dá entre os internos, baseada em um sistema de regras. O presente trabalho toma como objeto de estudo o discurso de adolescentes autores de ato infracional, internos na FEBEM-SP sobre o Seguro - grupo de adolescentes internos excluídos do convívio e/ouameaçados de morte devido ao desrespeito a regras por estes determinadas. Tem como objetivos estudar o universo moral e as relações de poder existentes entre os adolescentes internos. Para isso, foram realizadas entrevistas semi-dirigidas, em que foi possível perceber a legitimação, por parte da FEBEM, de uma educação heterônoma e da manutenção de relações de poder hierárquicas autoritárias. Os adolescentes reproduzem esse funcionamento ao criarem regras ) próprias, legitimadas pelo poder e força. Apesar de, por vezes, não concordarem com as regras estabelecidas, consideram-nas sagradas e imutáveis. Esse modo de educação proposto pela FEBEM, que se baseia em disciplinarização e vigilância constante produz uma delinqüência que vigia a si própria e reforça a heteronomia a partir de relações pautadas, cada vez mais, em violência
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.05.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300016421T BF724 N778s e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NOGUCHI, Natália Felix de Carvalho; LA TAILLE, Yves Joel Jean Marie Rodolphe de. Seguro na FEBEM-SP: universo moral e relações de poder entre adolescentes internos. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
    • APA

      Noguchi, N. F. de C., & La Taille, Y. J. J. M. R. de. (2006). Seguro na FEBEM-SP: universo moral e relações de poder entre adolescentes internos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Noguchi NF de C, La Taille YJJMR de. Seguro na FEBEM-SP: universo moral e relações de poder entre adolescentes internos. 2006 ;
    • Vancouver

      Noguchi NF de C, La Taille YJJMR de. Seguro na FEBEM-SP: universo moral e relações de poder entre adolescentes internos. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: