Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise dos níveis de biofilme em prótese totais com o uso de agentes higienizadores e saliva artificial (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SALLES, ANTÔNIO EDUARDO SPARÇA - FORP
  • USP Schools: FORP
  • Sigla do Departamento: 806
  • Subjects: PRÓTESE TOTAL; HIGIENIZADORES DE DENTADURA; BIOFILMES (MICROBIOLOGIA); REABILITAÇÃO BUCAL
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste estudo foi comparar a eficácia de dois agentes higienizadores auxiliares: 1 - dentifrício específico para dentaduras Corega Brite (CB), 2 - sabonete neutro em gel manipulado (SA) e a saliva artificial antimicrobiana Oralbalance com lactoperoxidase (OB), na redução dos níveis biofilme e número de unidades formadoras de colônias (ufc) de fungos em forma de leveduras (Candida) em próteses totais; correlacionar os níveis de biofilme de próteses superiores e inferiores e avaliar as propriedades e aceitação de cada produto, pela opinião do paciente. Participaram de um período experimental de 9 semanas, 45 usuários de próteses totais superior e inferior, que foram instruídos a realizar a escovação das próteses Oral B Indicator 40 - macia) conforme as etapas: 1ª - escovação com água, 3 vezes ao dia, por 3 semanas (controle - EA); 2ª - escovação 3 vezes ao dia, durante 3 semanas para cada agente (CB e SA). Deste grupo, selecionou-se 23 indivíduos com hipossalivação (sialometria - ácido cítrico 2%) para realização da 3ª etapa: escovação com dentifrício, seguida de lubrificação bucal com a saliva artificial (CB+OB). Para quantificação do biofilme, a superfície interna (tecidual) das próteses foi evidenciada (vermelho neutro 1%), fotografada (Nikon), e as áreas total e do biofilme medidas com software Image Tool 3.0. Para análise microbiológica, o biofilme corado foi dessorvido pela escovação (escova dental esterilizada) da superfície tecidual comsolução salina tamponada em placa de Petri. O material colhido foi diluído, semeado em meio seletivo CHROMagar Candida e incubado (Fanem) a 37°C por 48 horas. Os produtos foram avaliados por meio de questionário respondido pelos pacientes de eficácia de higienização, propriedades, aceitação e redução da xerostomia pelo uso da saliva artificial. ANOVA\Tukey indicou diferença significante (a<0.05) para todos os métodos de higienização nas próteses superiores (EA=4.99318, SA=4.12885, CB=3.43847) e inferiores (EA=5.90942, SA=5.04314, CB=4.48679), sendo o dentifrício CB mais efetivo que EA e SA respectivamente. A associação CB+OB resultou em menores valores dos níveis de biofilme em comparação à EA, SA e CB apenas (superiores: EA=5.05585, SA=4.25269, CB=3.58318, CB+OB=2.82164; inferiores: EA=5.82854, SA=4.83493, CB=4.55075 e CB+OB=3.98545). O teste de Quade (a<0.05) não indicou diferença estatisticamente significante quanto ao número de ufc para ambas as próteses superiores (EA=3.3, SA=-3.1, CB=-2.3, CB+OB=2,1) e inferiores (EA=-4.5, SA=1.9, CB=-2.1, CB+OB=4.7). O teste de correlação indicou altos valores de r nas correlações de todos os métodos (EA=0.7441, CB=0.8254, SA=0.7520, CB+OB=0.8188) para o biofilme acumulado. Ambos os produtos foram bem aceitos pelos pacientes. O dentifrício específico foi o agente de maior preferência, considerando-se o sabor e maior capacidade de higienização. A saliva artificial foi efetiva na redução dos sintomasde xerostomia. Concluiu-se que, a escovação realizada com o dentifrício específico apresentou eficácia superior de higienização em relação à escovação com sabonete ou água apenas. A saliva artificial mostrou eficácia coadjuvante e preventiva na redução dos níveis de biofilme. Nenhum dos métodos testados promoveu redução significante no número de ufc dos fungos em forma de leveduras
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.06.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FORP11700006361Salles, Antonio Eduardo Spara
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SALLES, Antonio Eduardo Sparça; PARANHOS, Helena de Freitas Oliveira. Análise dos níveis de biofilme em prótese totais com o uso de agentes higienizadores e saliva artificial. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Salles, A. E. S., & Paranhos, H. de F. O. (2006). Análise dos níveis de biofilme em prótese totais com o uso de agentes higienizadores e saliva artificial. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Salles AES, Paranhos H de FO. Análise dos níveis de biofilme em prótese totais com o uso de agentes higienizadores e saliva artificial. 2006 ;
    • Vancouver

      Salles AES, Paranhos H de FO. Análise dos níveis de biofilme em prótese totais com o uso de agentes higienizadores e saliva artificial. 2006 ;