Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Lychnophora ericoides Mart: avaliação farmacológica e considerações sobre o metabolismo oxidativo das substâncias (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, MICHEL DAVID DOS - FCFRP
  • USP Schools: FCFRP
  • Subjects: FARMACOGNOSIA; PRODUTOS NATURAIS (QUÍMICA)
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo de determinada espécie vegetal com fins medicinais é uma tarefa multidisciplinar que envolve a realização de pesquisas físicas, químicas e biológicas. Neste contexto, estudos farmacológicos e toxicológicos possuem papel de destaque pois permitem avaliar parâmetros como segurança e eficácia do medicamento, essenciais para o paciente e necessários para o registro aos órgãos reguladores. Lychnophora ericoides (arnica da serra), uma espécie endêmica no Brasil, é amplamente utilizada pela medicina tradicional para o tratamento de dor e inflamação. Por outro lado, a espécie carece de estudos para comprovar sua segurança e propriedades terapêuticas. Assim, os objetivos deste trabalho são: realizar ensaios farmacológicos in vivo para avaliar as propriedades analgésica (modelo da contorção abdominal induzida por ácido acético em camundongos e teste da formalina em ratos), antiinflamatória (edema de pata induzido por carragenina em ratos) e antipirética (febre induzida por LPS em ratos) de frações polares de L. ericoides e do ácido clorogênico (CGA, ácido 5-cafeoilquínico); avaliar o efeito de metabólitos secundários de L. ericoides sobre a síntese de mediadores inflamatórios produzidos por células U-937 cultivadas in vitro; e estudar o metabolismo oxidativo destes metabólitos em reações catalisadas por metaloporfirinas sintéticas (sistema biomimético do citocromo P450) e por mitocôndrias isoladas de fígado de ratos. Os resultados obtidos nos ensaiosfarmacológicos mostram que as propriedades farmacológicas do vegetal estão distribuídas em partes distintas da planta. Enquanto as raízes são predominantemente analgésicas, as folhas são tanto analgésicas como antiinflamatórias. Ainda, o ACG possui propriedades tanto analgésica como antiinflamatória, mas não antipirética. Quanto ao efeito dos metabólitos secundários sobre a produção de mediadores inflamatórios, observa-se que a vicenina-2 (VIC-2) é capaz de ) reduzir significativamente o mediador prostaglandina 'E IND. 2' ('PGE IND. 2'). Este efeito da VIC-2 sobre a 'PGE IND. 2' não decorre da inibição da transcrição/tradução da enzima cicloxigenase-2 e também não decorre da inibição direta da atividade catalítica da enzima. Baixas concentrações do ácido 3,5-dicafeoilquínico e do ácido 4,5-dicafeoilquínico possuem efeito moderado sobre a produção de 'PGE IND. 2', enquanto altas doses levam a um aumento da produção do mediador. Além disso, os ácidos dicafeoilquínicos mencionados e o ácido 3,4,5-tricafeoilquínico são capazes de inibir significativamente a produção da proteína quimioatraente de monócitos-3 (MCP-3), envolvida na migração de células imunes para o foco inflamatório. O ACG é capaz de inibir algumas citocinas, como o fator de necrose tumoral-alfa, interleucina-6 e MCP-3. Por outro lado, seu metabólito oxidado majoritário OX-ACG, obtido nas reações biomiméticas com metaloporfima, é inativo ou fracamente ativo sobre estes mediadores. Os resultados do metabolismooxidativo do ACG por metaloporfirinas sintéticas mostram a formação de 3 metabólitos: hidroxilado, dicarbonilado e carbonilado (OX-ACG), sendo o último produzido majoritariamente neste sistema biomimético. O mesmo padrão de oxidação foi verificado nas reações de metabolismo oxidativo dos ácidos dicafeoilquínicos. Por fim, o único metabólito oxidado do ACG produzido por mitocôndrias de fígado de ratos corresponde ao metabólito carbonilado majoritário OX-ACG obtido das reações com metaloporfirina
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.09.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCFRP10600007946Santos, Michel David dos
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Michel David dos; LOPES, Norberto Peporine. Lychnophora ericoides Mart: avaliação farmacológica e considerações sobre o metabolismo oxidativo das substâncias. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-14052007-084032/ >.
    • APA

      Santos, M. D. dos, & Lopes, N. P. (2006). Lychnophora ericoides Mart: avaliação farmacológica e considerações sobre o metabolismo oxidativo das substâncias. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-14052007-084032/
    • NLM

      Santos MD dos, Lopes NP. Lychnophora ericoides Mart: avaliação farmacológica e considerações sobre o metabolismo oxidativo das substâncias [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-14052007-084032/
    • Vancouver

      Santos MD dos, Lopes NP. Lychnophora ericoides Mart: avaliação farmacológica e considerações sobre o metabolismo oxidativo das substâncias [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60138/tde-14052007-084032/