Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação da qualidade do ar em duas estações do metrô de São Paulo (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FUJII, REINALDO KEIJI - FSP
  • USP Schools: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA; TRANSPORTES; POLUIÇÃO AMBIENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Comparar a qualidade do ar externo com o ambiente interno das estações Clínicas e Praça da Sé do Metrô de São Paulo, quantificando e qualificando os contaminantes microbiológicos e atmosféricos. Propõe-se com este estudo promover o conhecimento de fatores sobre a qualidade do ar e das condições de higiene e saúde destes locais, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores e usuários do sistema. Métodos: As amostras foram realizadas no período de Julho a Novembro de 2005. Os fungos foram coletados com o impactador de Andersen de um estágio com volume de aspiração de 28 l/min. por um tempo de 10 minutos por amostra, e como meio de cultivo Agar Sabouraud Dextrose a 4 por cento. A quantificação e identificação foram feitas por meio de análises de lâminas do material microbiológico em microscópio óptico, coradas com azul de lactofenol. Para o dióxido de nitrogênio utilizou-se difusor passivo com trietanolamina com substância absorvente e as análises foram realizadas por espectrofotometria. O difusor passivo para avaliação da concentração de benzeno é do tipo membrana, com carvão ativado como substância absorvente e a análise por cromatografia gasosa. O tempo de exposição para estes amostradores foi de 30 dias. O PM10 foi medido com um monitor contínuo, com leitura direta. Foram instalados dois equipamentos em cada estação por um período de 7 dias. Resultados: Os estudos indicam a presença de fungos comuns com predominância paraCladosporium sp (52 por cento), Alternaria sp (17 por cento ) e Penicillium sp (13 por cento) e em proporções semelhantes interna e externamente às estações. A concentração média de NO2 no interior das estações, foi de 73mg/m3. Estes valores são semelhantes às medições externas realizadas com o equipamento de Espectroscópia de Absorção por Diferencial Óptico (DOAS) e os valores medidos pela estação de monitoramento da CETESB, instalado na FSP/USP. ) Os valores máximos encontrados para o benzeno foram de 5,7 mg/m3 no interior das estações e 6,2mg/m3 no ambiente externo. O PM10 indicou valores elevados sendo o valor médio, para a estação Clínicas de 312,4mg/m3 medidos na plataforma e 243,9mg/m3 no mezanino, na estação Praça da Sé verificamos a concentração de 150,9mg/m3 na plataforma da linha 1 e 124,2mg/m3 na plataforma linha 3
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.09.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FSP11800038264Mtr 1448
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FUJII, Reinaldo Keiji; PEREIRA, Júlio César Rodrigues. Avaliação da qualidade do ar em duas estações do metrô de São Paulo. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-15092011-112332/ >.
    • APA

      Fujii, R. K., & Pereira, J. C. R. (2006). Avaliação da qualidade do ar em duas estações do metrô de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-15092011-112332/
    • NLM

      Fujii RK, Pereira JCR. Avaliação da qualidade do ar em duas estações do metrô de São Paulo [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-15092011-112332/
    • Vancouver

      Fujii RK, Pereira JCR. Avaliação da qualidade do ar em duas estações do metrô de São Paulo [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-15092011-112332/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: