Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Significados e implicações de ser mãe no processo saúde-doença de mulheres com aids (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ATHANIEL, MARLI APARECIDA SILVA - EE
  • USP Schools: EE
  • Sigla do Departamento: ENS
  • Subjects: SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; MÃES (TRANSMISSÃO); DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS
  • Language: Português
  • Abstract: As mulheres infectadas por aids, ao engravidarem, enfrentam múltiplas dificuldades, entre elas o receio da transmissão vertical. Objetivou-se com este estudo identificar as características sócio-demográficas e as condições de vida e trabalho de mulheres com aids; identificar os significados atribuídos por elas à maternidade e conhecer as implicações de ser mãe no processo saúde-doença. Trata-se de um estudo exploratório, qualitativo, com 16 mulheres com AIDS, matriculadas num serviço especializado em DST/AIDS do município de São Paulo. Os dados foram obtidos meio de consulta aos prontuários clínicos e de entrevista com roteiro semi-estruturado e submetidos posteriormente à análise de conteúdo, sendo interpretados à luz do conceito de Vulnerabilidade. As características do grupo de mulheres estudadas são: solteiras, idade reprodutiva, baixa escolaridade e condições de vida precárias, infectadas por via sexual, souberam do diagnóstico tardiamente. Dos significados da maternidade, emergiram três categorias: a primeira "a vivência da gravidez" abrangendo os determinantes, os sentimentos e as repercussões da gravidez; a segunda categoria, "expressão da maternidade" reuniu os significados atribuídos à maternidade e as dificuldades enfrentadas. A terceira "implicações da maternidade no cotidiano" referem-se ao enfrentamento do processo saúde-doença e ao relacionamento familiar. Na análise das categorias foram identificados elementos potencializadores eprotetores da vulnerabilidade à infecção, adoecimento e morte pelo HIV no contexto de transmissão vertical do HIV. Concluiu-se que a maternidade, na ótica das mulheres, constituiu-se em um evento protetor da vulnerabilidade ao adoecimento e morte por HIV, sendo assim necessária uma abordagem dessas mulheres sobre o desejo de ter filhos, pois a maternidade possibilita re-significar suas vidas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200011337T3057
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ATHANIEL, Marli Aparecida Silva; TAKAHASHI, Renata Ferreira. Significados e implicações de ser mãe no processo saúde-doença de mulheres com aids. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7137/tde-19102006-103553/ >.
    • APA

      Athaniel, M. A. S., & Takahashi, R. F. (2006). Significados e implicações de ser mãe no processo saúde-doença de mulheres com aids. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7137/tde-19102006-103553/
    • NLM

      Athaniel MAS, Takahashi RF. Significados e implicações de ser mãe no processo saúde-doença de mulheres com aids [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7137/tde-19102006-103553/
    • Vancouver

      Athaniel MAS, Takahashi RF. Significados e implicações de ser mãe no processo saúde-doença de mulheres com aids [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7137/tde-19102006-103553/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: