Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise neuroetológica de crises epilépticas em pacientes com epilepsia de lobo temporal e esclerose mesial temporal unilateral (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DAL-CÓL, MARIA LUIZA CLETO - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: EPILEPSIA DO LOBO TEMPORAL (ESTUDO;DIAGNÓSTICO); NEUROLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A Epilepsia de Lobo Temporal (EL T) é a síndrome epiléptica mais comum na população. Cerca de 50% dos casos de EL T são farmacorresistentes, e a ressecção de lobo temporal leva a 60 a 80% de remissão das crises, e 10 a 20% de melhora significativa. A semiologia é uma importante ferramenta no estudo e diagnóstico dascom despertar e aura. Durante a crise, E+D apresentaram sugestão de aura epigástrica, e em ELTD, aura de dor de cabeça. EL TE apresentou fala desconexa no início da crise. Foram encontradas diversas interações entre automatismos de boca e membros, e em alguns casos com distonia ou comportamentos clônicos. A distonia foi contralateral ao foco em ELTE, mas ocorreu tanto contra quanto ipsilateral em ELTD. Não existiram interações diretas entre distonia e comportamentos tônicos ou clônicos. Em E+D o relaxamento do membro superior contralateral ao foco esteve relacionado ao fim da crise. No pós-ictal verificam-se automatismos de membros superiores e coçar a face ipsilateral ao foco em E+D. Como não foram encontradas interações entre distonias e comportamentos tônicos ou clônicos (generalização secundária; GS) nos fluxogramas do período ictal, foram analisadas 91 crises de 55 pacientes, sendo Grupo I) várias crises por paciente (8 pacientes e 44 crises) ou Grupo 11) uma crise por paciente (47 pacientes e crises), para verificar se existe um antagonismo entre a presença de distonia e GS. O Spearman Rank Sum Test evidenciouum Coeficiente de Correlação negativo altamente significativo para ambos os grupos (r=-0,543, p= 0,00245; e r=­0,571, p<0,001). Não foi encontrada diferença no Student's T Test ou Mann-Whitney Rank Sum Test na análise das latências para o primeiro comportamento tônico e/ou clônico (p=0,298) e para a crise tônica e/ou clônica generalizada (p=0,382). Também não foi encontrada diferença no tempo total da crise CONCLUSÃO: A Neuroetologia apresentou grande potencial para o estudo semiológico da epilepsia humana. A metodologia foi eficiente para corroborar a literatura e detectar algumas interações ou ausências de interações interessantes durante as crises. O estudo teve um papel importante na validação e padronização da metodologia para epilepsia humana, possibilitando o desenvolvimento de trabalhos clínicos, incluindo a correlação com outros métodos de diagnóstico (EEG, ressonância e SPECT). Verificamos ainda que a distonia e generalização secundária apresentam um padrão antagônico de ocorrência, podendo sugerir que a distoriia seja a expressão da ativação de um circuito anticonvulsivante endógeno
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.10.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200032871Dal-Cl, Maria Luiza Cleto
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DAL-CÓL, Maria Luiza Cleto; GARCIA-CAIRASCO, Norberto. Análise neuroetológica de crises epilépticas em pacientes com epilepsia de lobo temporal e esclerose mesial temporal unilateral. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Dal-Cól, M. L. C., & Garcia-Cairasco, N. (2006). Análise neuroetológica de crises epilépticas em pacientes com epilepsia de lobo temporal e esclerose mesial temporal unilateral. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Dal-Cól MLC, Garcia-Cairasco N. Análise neuroetológica de crises epilépticas em pacientes com epilepsia de lobo temporal e esclerose mesial temporal unilateral. 2006 ;
    • Vancouver

      Dal-Cól MLC, Garcia-Cairasco N. Análise neuroetológica de crises epilépticas em pacientes com epilepsia de lobo temporal e esclerose mesial temporal unilateral. 2006 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: