Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação de fontes de selênio para ovinos (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PAIVA, FERNANDA ALVES DE - FZEA
  • USP Schools: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZAZ
  • Subjects: RUMINANTES; SELÊNIO; OVINOS; BIODISPONIBILIDADE; COMPOSTOS ORGÂNICOS
  • Language: Português
  • Abstract: O experimento foi conduzido na FZEA/USP com objetivo de comparar a utilização de fontes orgânicas de selênio (Se) com o selenito de sódio na dieta de cordeiros, pela análise da concentração de Se nos tecidos, da atividade da enzima glutationa peroxidase no fígado, do balanço metabólico e do cálculo da biodisponibilidade. Foram utilizados 40 cordeiros Suffolk, os quais foram submetidos a três fontes e três níveis de Se suplementar por 84 dias. Os tratamentos foram: tratamento 1: sem suplementação; tratamentos 2, 3 e 4: 0,2; 0,8 e 1,4 mg/kg de Se suplementar na forma de selenito de sódio; tratamentos 5, 6 e 7: 0,2; 0,8 e 1,4 mg/kg de Se suplementar na forma de Se-levedura; tratamentos 8, 9 e 10: 0,2; 0,8 e 1,4 mg/kg de Se suplementar na forma de Se-metionina. Foram colhidas amostras de sangue para dosagem sérica de Se e ao final do experimento, os animais foram abatidos para colheita de amostras de fígado, músculo e rim, para determinação dos teores de Se e da atividade da glutationa peroxidase (fígado). Nos últimos cinco dias de experimento foi realizado um balanço metabólico de Se. A biodisponibilidade foi calculada através da técnica "slope ratio", utilizando como parâmetros a concentração de selênio no fígado, músculo, rim e a atividade da glutationa peroxidase. Não houve efeito da fonte de Se utilizada na ingestão, absorção aparente e retenção de Se, atividade da glutationa peroxidase e nas concentrações de selênio no fígado, rim e soro; porém, asconcentrações de selênio no músculo foram maiores nos animais suplementados com fontes orgânicas do que nos outros animais (P<0,0001). A biodisponibilidade de Se no músculo foi maior quando foram utilizadas fontes orgânicas de selênio. O uso de fontes orgânicas de Se promove maior acúmulo de Se no músculo de cordeiros e promoveria maior ingestão de Se por consumidores de carne ovina
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.09.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FZEA11400011153T.734 2006 e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAIVA, Fernanda Alves de; ZANETTI, Marcus Antônio. Avaliação de fontes de selênio para ovinos. 2006.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-29112006-101006/ >.
    • APA

      Paiva, F. A. de, & Zanetti, M. A. (2006). Avaliação de fontes de selênio para ovinos. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-29112006-101006/
    • NLM

      Paiva FA de, Zanetti MA. Avaliação de fontes de selênio para ovinos [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-29112006-101006/
    • Vancouver

      Paiva FA de, Zanetti MA. Avaliação de fontes de selênio para ovinos [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-29112006-101006/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: