Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Atividade catalítica de um complexo Mn (salen) na oxidação de hidrocarbonetos e do fármaco ibuprofeno (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GUEDES, DÉBORA FERNANDES COSTA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 593
  • Subjects: CATÁLISE; HIDROCARBONETOS; OXIDAÇÃO; FÁRMACOS
  • Language: Português
  • Abstract: Neste trabalho, a atividade catalítica de um complexo manganês salen, o catalisador de Jacobsen, em solução e imobilizado em diferentes suportes: membrana de polidimetilssiloxano, quitosana e alumina preparada pela rota solgel não hidrólitica, na oxidação do fármaco ibuprofeno utilizando vários oxidantes:peróxido de hidrogênio, ácido meta-cloroperbenzóico, terc-butil hidroperóxido, hipoclorito de sódio, iodozilbenzeno e iododiacetato (‘H IND. 2’ ’O IND. 2’ m-CPBA, t-BOOH, ‘Na’’O’’CL’, ‘PH’’I’’O’ e ‘Ph’’I’’AC IND. 2’ respectivamente). Os produtos das reações de oxidação do ibuprofeno foram analisados por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) em fase reversa, e por cromatografia à gás acoplada a espectrometria de massas. Para avaliar o potencial catalítico do catalisador de Jacobsen em solução e em meio heterogêneo (membrana e alumina) os sistemas foram utilizados inicialmente na catálise oxidativa de hidrocarbonetos "padrão", tais como cicloocteno, cicloexano, e estireno por ‘H IND. 2’’O IND. 2’ m-CPBA, t-BOOH, ‘NA’’O’’CL’, ‘PH’’I’’O’ e ‘Ph’’I’’AC IND. 2’. Os resultados indicaram que o catalisador de Jacobsen e eficiente para catalisar seletivamente a oxidação destes substratos quando imobilizado nestas matrizes, com rendimentos superiores àqueles obtidos com o catalisador em meio homogêneo, nas mesmas condições. Esses resultados refletem a importância da matriz em evitar a formação de dímeros inativos do catalisador, bem como a destruição do mesmo,responsáveis pelos baixos rendimentos em solução. Na oxidação do ibuprofeno foram obtidos os mesmos metabólitos formados in vivo catalisada pelo citocromo P-450, carboxi-ibuprofeno e hidroxi-ibuprofeno, além de outros 3 produtos, que foram identificados como sendo: ácido tereftálico, ácido 4-(1-carboxietil)benzóico e o acido 4-acetilbenzóico. Foram támbem realizados estudos comparativos da atividade catalítica da manganês porfirina ‘MN’(TDCPP)’CL’, do catalisador de Jacobsen e outros de complexos manganês saIen, em urn sistema bifásico (água / diclorometano) na oxidação do ibuprofeno por peróxido de hidrogênio (realizado no laboratório de pesquisa do Prof Dr. Antônio Manuel de Albuquerque Rocha Gonçalves, Universidade de Coimbra, Portugal), com o objetivo de investigar o melhor sistema catalítico para estabelecer uma rota limpa de síntese dos metabólitos do ibuprofeno. Os resultados mostraram que o sistema ‘MN’(TDCPP)’CL’ / ‘H IND. 2’’O IND. 2’ nas condições catalisador: oxidante : substrato : co-catalisador (acido benzóico) (1 :1500 : 100 :1) utilizando 2,15 x ‘10 POT. -6’ leva a 100% de conversão do ibuprofeno em seus produtos oxidados. Esse sistema possibilita o desenvolvimento de uma rota sintética para os compostos provenientes da oxidação metabólica do ibuprofeno, uma vez que não existem métodos simples para a síntese destes metabólitos. Desenvolveu-se ainda um sistema em que o catalisador de Jacobsen ocluído na membranapolimérica foi colocado na interface de dois meios imiscíveis, com o substrato (orgânico) de um lado e o oxidante (aquoso) de outro. Esse sistema mostrou-se bastante eficiente para a oxidação de estireno e cicloexano atingindo 2490 "turnovers" para a oxidação do estireno par t-BOOH Esta membrana hidrofóbica sorve preferencialmente o substrata e cria uma barreira para compostos polares, resultando num excelente modelo para a enzima do citocromo P-450, a qual é fixada por uma camada fosfolipídica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.12.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800023301Guedes, Debora Fernandes Costa
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GUEDES, Debora Fernandes Costa; ASSIS, Marilda das Dores. Atividade catalítica de um complexo Mn (salen) na oxidação de hidrocarbonetos e do fármaco ibuprofeno. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Guedes, D. F. C., & Assis, M. das D. (2006). Atividade catalítica de um complexo Mn (salen) na oxidação de hidrocarbonetos e do fármaco ibuprofeno. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Guedes DFC, Assis M das D. Atividade catalítica de um complexo Mn (salen) na oxidação de hidrocarbonetos e do fármaco ibuprofeno. 2006 ;
    • Vancouver

      Guedes DFC, Assis M das D. Atividade catalítica de um complexo Mn (salen) na oxidação de hidrocarbonetos e do fármaco ibuprofeno. 2006 ;