Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Ágora, dêmos e laós: os modos de figuração do povo na assembléia homérica (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: JULIEN, ALFREDO - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Subjects: LITERATURA GREGA (CRÍTICA E INTERPRETAÇÃO); HISTORIOGRAFIA; HERMENÊUTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Na epopéia homérica, a ágora, a assembléia do povo, constitui espaço privilegiado de interação social, servindo de cenário para a figuração de eventos importantes para a condução da trama, tanto da Ilíada quanto da Odisséia. No âmbito dos estudos homéricos, aqueles que se dedicam à análise histórica dos poemas têm feito largo uso desses episódios, na busca de chegar a explicações coerentes a respeito dos modos de operação da sociedade retratada na narrativa. Qual seria o papel das assembléias na sociedade homérica? Qual seria a constituição social do povo presente nessas reuniões? Seria ela conformada aos moldes de uma sociedade de caráter patriarcal ou refletiria as instituições das nascentes póleis arcaicas? Ou seria pura ficção, um amálgama de elementos contraditórios, não retratando uma sociedade que tivesse tido existência fora dos textos? O principal obstáculo para o encaminhamento dessas questões encontra-se na própria natureza dos textos homéricos. Elas são caras à nossa forma de perceber o mundo, mas não encontram eco no texto.Os poemas não apresentam registros que possibilitem respostas precisas para elas.Quando as questões que animam a interpretação buscam a clara delimitação das instâncias organizacionais da sociedade figurada na Ilíada e na Odisséia, a memória preservada, no registro épico da ágora homérica, apresenta-se para nós permeada de ambigüidade e indefinições, que, para serem rompidas, necessitam de esquemas de referências que possibilitemcontextos a partir dos quais se possa empreender a análise.No presente trabalho, apresentam-se reflexão sobre a forma como a crítica especializada tem contornado tais problemas de interpretação e proposta de hermenêutica das cenas de assembléia na épica, tendo como fio condutor as questões da conformação da ágora elemento definidor do estatuto da vida civilizada; da oposição entre assunto público e privado;e da natureza social do povo presente nas assembleias
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.12.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH20900011022T JULIEN, ALFREDO 2006
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      JULIEN, Alfredo; PIRES, Francisco Murari. Ágora, dêmos e laós: os modos de figuração do povo na assembléia homérica. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-05072007-102301/ >.
    • APA

      Julien, A., & Pires, F. M. (2006). Ágora, dêmos e laós: os modos de figuração do povo na assembléia homérica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-05072007-102301/
    • NLM

      Julien A, Pires FM. Ágora, dêmos e laós: os modos de figuração do povo na assembléia homérica [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-05072007-102301/
    • Vancouver

      Julien A, Pires FM. Ágora, dêmos e laós: os modos de figuração do povo na assembléia homérica [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-05072007-102301/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: