Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos do ultra-som pulsado de baixa intensidade sobre a cicatrização por segunda intenção de lesões cutâneas totais em ratos (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ÁVILA, ADRIANA CLEMENTE MENDONÇA DE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: TRAUMATOLOGIA; ORTOPEDIA
  • Language: Português
  • Abstract: Os efeitos da irradiação ultra-sônica pulsada de baixa intensidade sobre a cicatrização por segunda intenção em lesão total circular de pele, com 1 cm de diâmetro, produzidas na região dorsal de ratos, foram estudados. Sessenta ratos machos da linhagem Wistar com peso médio de 300g foram usados e divididos em dois grupos de 30 animais cada, de acordo com o tratamento: Grupo 1, irradiação simulada (equipamento aplicado desligado); Grupo 2, irradiação efetiva (freqüência fundamental de 1,5 MHz, freqüência de repetição de pulso de 1 KHz, largura de pulso de 200’mü’s, intensidade de 30mW/’cm POT. 2’ (SATA), 10 minutos de aplicação em dias alternados). Cada grupo foi dividido em três subgrupos, de acordo com o período pós-operatório de irradiação ultra-sônica, de 3, 7 e 14 dias, e a cicatrização foi avaliada através de análise macroscópica, histológica e morfométrica. Sob o aspecto macroscópico as lesões cicatrizadas apresentaram-se com maior maturação no 14° dia no grupo 2. A análise histológica envolveu o uso de dois processos diferentes de coloração (Tricrômico de Masson e Sirius reei) e mostrou, qualitativamente, que o processo de cicatrização foi mais avançado em todas as fases no grupo 2 em comparação ao grupo 1, diferenças estatísticas significantes na quantidade desta proteína entre os grupos. A área da epiderme foi menor no grupo 2 aos 14 dias, provavelmente demonstrando uma aceleração bem como a organização das fibras colágenas, no entanto não foramencontradas no processo de maturação da cicatriz. A área da derme foi praticamente similar no grupo 1, não sendo encontradas diferenças significantes entre os grupos. Houve um decréscimo significante (p<0,05) no número de células inflamatórias no grupo 2 (2196.56 ± 234.93 cel/’mm POT. 2’) quando comparado ao grupo 1 (2611.68 ± 432.82 cel/’mm POT. 2’), associado a um aumento da formação de novos vasos desde o período mais precoce de 3 dias. Os autores concluíram que a irradiação ultra-sônica de baixa intensidade não apresenta efeitos deletérios e estimula moderadamente a cicatrização cutânea por segunda intenção em condições experimentais, como nesta investigação, com potencial para aplicação clínica em situações similares em humanos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.01.2006

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200032987vila, Adriana Clemente M. de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ÀVILA, Adriana Clemente Mendonça de; BARBIERI, Cláudio Henrique. Efeitos do ultra-som pulsado de baixa intensidade sobre a cicatrização por segunda intenção de lesões cutâneas totais em ratos. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Àvila, A. C. M. de, & Barbieri, C. H. (2006). Efeitos do ultra-som pulsado de baixa intensidade sobre a cicatrização por segunda intenção de lesões cutâneas totais em ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Àvila ACM de, Barbieri CH. Efeitos do ultra-som pulsado de baixa intensidade sobre a cicatrização por segunda intenção de lesões cutâneas totais em ratos. 2006 ;
    • Vancouver

      Àvila ACM de, Barbieri CH. Efeitos do ultra-som pulsado de baixa intensidade sobre a cicatrização por segunda intenção de lesões cutâneas totais em ratos. 2006 ;