Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Características físico-químicas e celulares do leite de bovinos da raça Jersey criados no Estado de São Paulo durante o primeiro mês de lactação:: determinação dos valores de referência e das variações durante a fase colostral (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RAIMONDO, RAQUEL FRAGA E SILVA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: LEITE; BOVINOS; CARACTERISTICAS FISICO-QUÍMICAS; CÉLULAS SOMÁTICAS; RAÇA JERSEY
  • Language: Português
  • Abstract: Com a finalidade de estabelecer os valores de referência das características físico-químicas e celulares do leite de bovinos da raça Jersey, criados no Estado de São Paulo, durante o primeiro mês de lactação, bem como avaliar a influência da fase colostral, do número de lactações e do crescimento bacteriano em quartos mamários sadios na composição do leite, examinaram-se 617 amostras de leite, sendo 418 amostras provenientes de quartos mamários sadios e sem crescimento bacteriano e 199 amostras obtidas de quartos mamários sadios com crescimento bacteriano. O leite foi colhido assepticamente antes da ordenha e os seguintes parâmetros avaliados: pH, eletrocondutividade, cloreto, lactose, índice cloretos/lactose, gordura, proteína, sólidos totais, Califórnia Mastitis Tes (CMT) e contagem de células somáticas. Demonstrou-se a significativa influência do primeiro mês de da lactação sobre as características físico-químicas do leite, pois os valores de pH foram menores nos três primeiros dias de lactação e passaram a aumentar de maneira gradual, a eletrocondutividade diminuiu nos primeiros cinco dias de lactação, os teores de cloretos e o índice cloretos/lactose diminuem, ocorre um aumento abrupto dos teores de lactose nos dois primeiros dias, depois esse aumento passa a ocorrer de maneira gradual, os teores de gordura variaram nos primeiros dias e diminuíram a partir do 7º dia de lactação, os teores de proteína e sólidos totais diminuem, A fase da lactação tambémapresentou significativa influência sobre a freqüência de reações do CMT e na contagem de células somáticas. A freqüência de reações negativas do CMT foi maior nas primeiras 12 horas de lactação e a contagem de células somáticas diminuíram conforme o evoluir do primeiro mês. As características físico-químicas e celulares do leite sofreram influência do número de lactações, para as seguintes variáveis: cloretos que ) foi maior nas pluríparas, lactose que foi maior nas primíparas, índice cloretos/lactose que foi maior nas pluríparas e proteína que foi maior nas pluríparas. Demonstrou-se no leite proveniente de quartos mamários sadios e em cujas amostras houve crescimento bacteriano a influência do resultado do exame microbiológico sobre a composição do leite, pois os valores pH, eletrocondutividade, proteína e contagem de células somáticas foram maiores nas amostras de leite com crescimento bacteriano e a freqüência de reações negativas ao Califórnia Mastitis Test-CMT foram menores nas amostras de leite em que houve crescimento. Considerando-se as primeiras 24 horas após o parto foram estabelecidos os seguintes valores de referência para as características físico-químicas e celulares do colostro de bovinos sadios, da raça Jersey, criados no Estado de São Paulo: pH - entre 6,37 ± 0,14 e 6,43 ± 0,23; Eletrocondutividade - entre 5,24 ± 0,61 e 6,00 ± 0,16 mS/cm; Cloretos - entre 154,10 ± 29,03 e 155,50 ± 56,66 mg/dl; Lactose - entre 3,14 ± 0,66 e 3,69 ± 0,77 g/dl;Índice Cloretos/Lactose- entre 4,80 ± 3,99 e 5,22 ± 1,84; Gordura - 1,35 ± 1,17 e 2,90 ± 2,29 g/dl; Proteína - entre 8,09 ± 2,35 e 10,95 ± 1,24 g/dl; Sólidos Totais - entre 13,01 ± 1,98 e 18,18 ± 3,20 g/dl, e número de células somáticas - entre 946.444 ± 1.1198.319 e 1.355.273 ± 1.829.318 células/ml. A freqüência de ocorrência de reações do CMT foi: negativos - entre 87,8 e 96,30 %; meia cruz entre 0,00 e 4,87 %; uma cruz 0,00 %; duas cruzes - 0,00 % e três cruzes - entre 3,70 e 7,31 %. Entre o 2º e 7º dia de lactação foram estabelecidos os seguintes valores de referência: pH - entre 6,50 ± 0,15 e 6,61 ± 0,16; Eletrocondutividade - entre 5,12 ± 0,66 e 5,72 ± 0,69 mS/cm; Cloretos - entre 89,97 ± 24,80 e 114,40 ± 39,28 mg/dl; Lactose - entre 4,18 ± 0,50 e 4,42 ± 0,57 g/dl; Índice Cloretos/Lactose- entre 2,23 ± 1,78 e 2,94 ± ) 2,03; Gordura - 2,06 ± 1,50 e 3,09 ± 2,19 g/dl; Proteína - entre 4,09 ± 0,35 e 4,83 ± 0,66 g/dl; Sólidos Totais - entre 12,07 ± 1,33 e 12,98 ± 1,93 g/dl e o número de células somáticas - entre 555.553 ± 1.265.531 e 874.677 ± 1.443.014 células/ml. A freqüência de ocorrência de reações do CMT foi: negativa: - entre 72,34 e 87,20 %; meia cruz - entre 2,00 e 6,38 %; uma cruz - entre 2,00 e 8,51 %; duas cruzes - entre 2,32 e 8,51 % e três cruzes - entre 2,12 e 14,00 %. Entre o 8º e 30º dia de lactação foram estabelecidos os seguintes valores de referência: pH - entre 6,61 ± 0,12 e 6,71 ± 0,13; Eletrocondutividade - entre 5,14 ± 0,53 e 5,23 ± 0,59mS/cm; Cloretos - entre 92,58 ± 29,08 e 96,73 ± 28,86 mg/dl; Lactose - entre 4,42 ± 0,51 e 4,74 ± 0,41 g/dl; Índice Cloretos/Lactose- entre 2,11 ± 0,96 e 2,20 ± 1,01; Gordura - 1,96 ± 0,99 e 2,49 ± 1,27 g/dl; Proteína - entre 3,56 ± 0,29 e 4,02 ± 0,72 g/dl; Sólidos Totais - entre 11,23 ± 1,13 e 11,70 ± 1,27 g/dl e o número de células somáticas - entre 121.632 ± 316.269 e 433.419 ± 1.297.486 células/ml. A freqüência de ocorrência de reações do CMT foi: negativos - entre 93,10 e 93,54 %; meia cruz - entre 0,00 e 5,17 %; uma cruz - entre 0,00 e 1,61 %; duas cruzes - entre 1,61 e 1,72 % e três cruzes - entre 0,00 e 3,22 %.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.07.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300028916T.1728 FMVZ
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RAIMONDO, Raquel Fraga e Silva; BIRGEL JÚNIOR, Eduardo Harry. Características físico-químicas e celulares do leite de bovinos da raça Jersey criados no Estado de São Paulo durante o primeiro mês de lactação:: determinação dos valores de referência e das variações durante a fase colostral. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-01062007-142814/ >.
    • APA

      Raimondo, R. F. e S., & Birgel Júnior, E. H. (2006). Características físico-químicas e celulares do leite de bovinos da raça Jersey criados no Estado de São Paulo durante o primeiro mês de lactação:: determinação dos valores de referência e das variações durante a fase colostral. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-01062007-142814/
    • NLM

      Raimondo RF e S, Birgel Júnior EH. Características físico-químicas e celulares do leite de bovinos da raça Jersey criados no Estado de São Paulo durante o primeiro mês de lactação:: determinação dos valores de referência e das variações durante a fase colostral [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-01062007-142814/
    • Vancouver

      Raimondo RF e S, Birgel Júnior EH. Características físico-químicas e celulares do leite de bovinos da raça Jersey criados no Estado de São Paulo durante o primeiro mês de lactação:: determinação dos valores de referência e das variações durante a fase colostral [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-01062007-142814/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: