Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A doença periodontal como fator de risco para o nascvimento de bebês prematuros e/ou de baixo peso (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAMPOS, MARINELE RIBEIRO DE - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Sigla do Departamento: BAP
  • Subjects: PERIODONTIA; BEBÊ PREMATURO; NASCIMENTO
  • Language: Português
  • Abstract: O nascimento de bebês prematuros e de baixo peso (PBPB) é a principal causa de mortalidade e morbidade de recém-nascidos. Vários fatores de risco estão envolvidos no seu desenvolvimento, incluindo infecções do trato genito-urinário, uso de álcool, drogas, fumo e outras infecções à distância. Recentemente, a doença periodontal foi considerada como um fator de risco independente para o BPBP. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar a influência da doença periodontal no BPBP. Para tanto, 75 pacientes com idade de 16-41 anos, foram examinadas periodontalmente quanto às medidas de profundidade de sondagem e à presença ou ausência de sangramento à sondagem. Adicionalmente, os níveis de PGE2 e TNF-? no fluído gengival foram coletados dos quatro sítios com maior profundidade de sondagem através da introdução no sulco de tiras de papel filtro e avaliados através do teste ELISA. As pacientes foram inicialmente divididas em dois grupos: teste (grupo I), que incluiu o nascimento de bebês prematuros (<37 semanas) e/ou de baixo peso (<2,500 Kg), e controle (grupo II), que incluiu os bebês nascidos a termo (> 37 semanas) e de peso normal (>2,500kg). Os resultados obtidos foram avaliados comparativamente através dos testes t e Mann-Whitney. Para análise estatística dos dados, foram ainda utilizados o teste de Fischer e o teste de correlação de Pearson. A porcentagem de sítios com profundidades de sondagem de 0-2mm, 3mm, 4-5mm e >6mm nos diferentes grupos foi avaliadaatravés do teste de Kruskall-Wallis, complementada pelo método de Dunn. A análise dos dados permitiu identificar que, do total avaliado, 9 pacientes não apresentaram sinais de inflamação gengival, com medidas de profundidade de sondagem até 3mm, constituindo-se em grupo controle sem doença periodontal, denominado de grupo III. A medida de profundidade de sondagem média + desvio-padrão foi de 2,5111 + 0,4624 para o grupo I, de 2,3943 + 0,4750 para o )grupo II e de 1,8663 + 0,2442 para o grupo III. Houve diferença estatisticamente significativa apenas do grupo I em relação ao grupo III (p=0,0009). O grupo I apresentou 80% das pacientes com sangramento em >20% dos sítios, enquanto que no grupo II esta porcentagem foi de 63,3 e no grupo III de 33,3. A análise pelo teste de Fisher demonstrou que o nascimento de bebês prematuros e de baixo peso no grupo teste foi estatisticamente superior ao grupo controle (p<0,05). A quantidade de PGE2 coletada do fluído gengival das pacientes do grupo I foi inferior aos grupos II e III, com diferenças estatisticamente significantes (p<0,05), enquanto que a quantidade de TNF-a coletada do grupo teste foiligeiramente superior no grupo III do que, sequencialmente, nos grupos II e I, mas sem significado estatístico. Entretanto, o teste de correlação de Pearson identificou correlação positiva entre a secreção de níveis mais elevados de TNF-a e o baixo peso dos bebês ao nascimento no grupo teste. Esses dados, em conjunto, sugerem que adoença periodontal ativa pode ser um fator de risco independente para o nascimento de bebês prematuros e de baixo peso
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.04.2003

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB11600023245C157d
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAMPOS, Marinelle Ribeiro de; PASSANEZI, Euloir. A doença periodontal como fator de risco para o nascvimento de bebês prematuros e/ou de baixo peso. 2003.Universidade de São Paulo, Bauru, 2003.
    • APA

      Campos, M. R. de, & Passanezi, E. (2003). A doença periodontal como fator de risco para o nascvimento de bebês prematuros e/ou de baixo peso. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Campos MR de, Passanezi E. A doença periodontal como fator de risco para o nascvimento de bebês prematuros e/ou de baixo peso. 2003 ;
    • Vancouver

      Campos MR de, Passanezi E. A doença periodontal como fator de risco para o nascvimento de bebês prematuros e/ou de baixo peso. 2003 ;