Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estrutura e reatividade de complexos de íons metálicos com flavonols, antocianinas e antocianidinas (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LIMA, ANDRÉIA ALVES DE - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Subjects: QUÍMICA INORGÂNICA; FLAVONÓIDES; ANTIOXIDANTES
  • Language: Português
  • Abstract: Trabalhos recentes revelam o enorme potencial para a saúde humana de uma das mais importantes classes de compostos fenólicos, os flavonóides, antioxidantes estes que são encontrados em muitos dos alimentos que tradicionalmente incorporam a dieta humana como fruta, vegetais, sumos e cereais. Estes compostos são antioxidantes com grande capacidade doadora de elétrons; podendo atuar como desativadores do oxigênio atmosférico e espécies extremamente reativas.O conhecimento da estrutura destes compostos, a influência de fatores como o pH, a temperatura e a presença de íons metálicos, assumem importância fundamental no estudo da atividade antioxidante, e mais especificamente em relação às antocianinas, no estudo da estabilidade, visando seu possível uso em alimentos. Neste trabalho, foi descrita a preparação de complexos entre os flavonols (miricetina, fisetina), antocianidinas (delfinidina e cianidina) e antocianina (cianidina-3- G) com os íons metálicos: AI(III), Fe(II), Ni(II), Zn(ll) e Cu(II). Os resultados obtidos mostraram a fundamental importância do grupo catecol ou pirogalol na obtenção dos complexos. Os flavonóides coordenados foram mais efetivos "removedores" de radicais livres do que os na forma livre.As estruturas otimizadas das antocianidinas e dos respectivos complexos com AI(III) e Zn(ll) foram obtidas utilizando a teoria do funcional de densidade com o modelo B3L YP/6-31+G(d,p).Com a finalidade de comparação de resultados entre os complexos com os íonsAI(III) e Zn(II),um potencial efetivo de caroço (ECP -Effective Core Potential) foi utilizado.De acordo com os cálculos realizados, duas possíveis conformações para as antocianidinas (cianidina, delfinidina e pelargonidina) foram obtidas, sendo que as estruturas planares são energeticamente mais estáveis do que as não planares,além disso, a formação de complexos, especialmente com AI(III) provocou algumas alterações nas geometrias de equilíbrio destes compostos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.09.2007

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800025769Lima, Andria Alves de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Andréia Alves de; DE GIOVANI, Wagner Ferraresi. Estrutura e reatividade de complexos de íons metálicos com flavonols, antocianinas e antocianidinas. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Lima, A. A. de, & De Giovani, W. F. (2007). Estrutura e reatividade de complexos de íons metálicos com flavonols, antocianinas e antocianidinas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Lima AA de, De Giovani WF. Estrutura e reatividade de complexos de íons metálicos com flavonols, antocianinas e antocianidinas. 2007 ;
    • Vancouver

      Lima AA de, De Giovani WF. Estrutura e reatividade de complexos de íons metálicos com flavonols, antocianinas e antocianidinas. 2007 ;