Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Doenças da cavidade oral atendidas no Centro Odontológico Veterinário durante 44 meses - estudo retrospectivo (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GIOSO, MARCO ANTONIO - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Subjects: ANIMAIS DOMÉSTICOS; ANIMAIS SILVESTRES; ODONTOLOGIA VETERINÁRIA; PREVALÊNCIA
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo retrospectivo teve por objetivos verificar quais animais de companhia foram levados para atendimento odontológico e quais foram as afecções mais freqüentes na cavidade oral destes animais. Foram 3.055 fichas cadastradas em um período de 44 meses. As moléstias foram divididas em doença periodontal, gengivite, fratura dental, presença de pelo menos um dente com lesão de reabsorção odontoclástica dos felinos, presença de complexo gengivite-estomatite-faringite nos felinos, fraturas em mandíbula e maxila, neoplasias benignas e malignas, persistência de dentes decíduos e alterações específicas dos sagüis, roedores e lagomorfos domésticos. Das 3.055 fichas avaliadas, 2.300 foram de caninos, 588 de felinos, 99 de chinchilas, 41 de sagüis, 17 de porquinhos-da-índia, nove de coelhos e uma de hamster. Para os cães e gatos, a afecção periodontal foi a mais freqüente, acometendo 71,4% dos cães e 74% dos gatos. A persistência de dentes decíduos esteve freqüente em 11,6% dos cães, acometendo os animais com menos de dez quilogramas. As fraturas dentais estiveram presentes em 20,4% dos cães e 30,6% dos gatos, sendo que, em ambas as espécies, os caninos foram os dentes que mais fraturaram. Entre os felinos, 41 % apresentaram pelo menos um dente com lesão de reabsorção odontoclástica e 11,7% complexo gengivite-estomatite-faringite. As neoplasias benignas e malignas acometeram 11 ,05% dos cães e 9,18% dos felinos, sendo que o melanoma, o carcinoma e os epúlides foram os maisfreqüentes no cão; o carcinoma foi a principal neoformação nos felinos. Para os roedores e lagomorfos, as pontas dentárias e o desalinhamento oclusal foram as alterações mais encontradas. Nos sagüis, a doença periodontal e as fraturas de dentes caninos estiveram presentes em 43,9% e 56,1% dos casos, respectivamente. Além dos cães e gatos, outras espécies de animais de estimação têm sido encaminhadas ao atendimento odontológico para tratamento de ) outras afecções que, além da doença periodontal, acometem com freqüência a cavidade oral dos animais domésticos. Tal fenômeno tem se tornado cada vez mais constante e o papel do especialista torna-se cada vez mais importante para suprir a crescente demanda de pacientes veterinários
  • Imprenta:
  • Source:

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300041116-SGIO - 2.126
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VENTURINI, Michèle Alice Françoise Anita; FERRO, Daniel Giberne; CORRÊA, Herbert Lima; GIOSO, Marco Antônio. Doenças da cavidade oral atendidas no Centro Odontológico Veterinário durante 44 meses - estudo retrospectivo. Nosso Clínico, São Paulo, v. 10, n. 59, p. 6-12, 2007.
    • APA

      Venturini, M. A. F. A., Ferro, D. G., Corrêa, H. L., & Gioso, M. A. (2007). Doenças da cavidade oral atendidas no Centro Odontológico Veterinário durante 44 meses - estudo retrospectivo. Nosso Clínico, 10( 59), 6-12.
    • NLM

      Venturini MAFA, Ferro DG, Corrêa HL, Gioso MA. Doenças da cavidade oral atendidas no Centro Odontológico Veterinário durante 44 meses - estudo retrospectivo. Nosso Clínico. 2007 ; 10( 59): 6-12.
    • Vancouver

      Venturini MAFA, Ferro DG, Corrêa HL, Gioso MA. Doenças da cavidade oral atendidas no Centro Odontológico Veterinário durante 44 meses - estudo retrospectivo. Nosso Clínico. 2007 ; 10( 59): 6-12.