Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

FGF-2: estudo de estrutura e função (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DERMARGOS, ALEXANDRE - IQ
  • USP Schools: IQ
  • Subjects: BIOLOGIA CELULAR; PROTEÍNAS (ESTRUTURA); ESTRUTURA CELULAR; PROLIFERAÇÃO CELULAR; CICLO CELULAR
  • Language: Português
  • Abstract: FGFs compreendem um grande família de 24 proteínas, participando de processos chaves nos mais variados tecidos, tendo funções parácrina, autócrina e intrácrina, regulando mitogênese, diferenciação celular, morfogênese e cicatrização. Mas, a relação estrutura-função dos FGFs é pobremente entendida. O membro protótipo desta família é o FGF-2, que apresenta quatro isoformas moleculares incluindo a forma de 18 kDa que é secretada e se Iiga aos receptores específicos (FGFRs) e dispara uma complexa sinalização. As outras isoformas, de alto peso molecular (21, 22 e 22,5 kDa) são expressas por códons alternativos (CUG) e permanecem no interior da célula interagindo com parceiros moleculares desconhecidos. Para antecipar mecanismos e parceiros do FGF-2 HMW foi realizada modelagem molecular desta isoforma que mostrou: uma estrutura do N-terminal da proteína com motivo `beta``SETA``alfa``SETA``beta` e manutenção do barril `beta`. A busca por parceiros intracelulares, foi realizada através da técnica do duplo hibrido de levedura, usando um biblioteca de cDNA de cérebro de rato. Foram encontrados 4 possíveis parceiros: BRD2, UBE2I, BRPF1, PC4. Todas essas interações foram confirmadas através do crescimento da levedura em meio sem histidina, produção de `beta`-galactosidase e ensaios de "pull-down" com GST. Análises por FACS confirmam que FGF2 não causa apoptose em células adrenais tumorais Y1 de camundongo, mas promovem um acumulo de células na fase S com bloqueio dociclo celular e da proliferação, configurando uma forma de senescência. Resultados com as células humanas HEK-ER:Ras permitem fazer a seguinte generalização: FGF2 induz senescência em células malignas transformadas pelos oncogenes ras. A superexpressão da proteína de fusão FGF-2(18kDa):protA, mas não a da FGF-2(22,5 kDa):protA, protege a célula Y1 da ) senescência induzida por FGF-2. Por outro lado, a superexpressão destas mesmas isoformas de FGF-2 fusionadas à proteína A em células imortalizadas Balb3T3 não causou transformação celular e nem alterou a resposta mitogênica destas células ao FGF-2 recombinante adicionado ao meio de cultura. Células Y1 quando tratadas com FGF-2 recombinante produz ROS intracelular e Iibera anions superóxido no meio extracelular. Além disso, o anti-oxidante NAC protege estas células da indução de senescência induzida por FGF-2, sugerindo que ROS pode ser intermediário no disparo de senescência por FGF-2
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.10.2007
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CQ30100013109T 574.88 D435f
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DERMARGOS, Alexandre; ARMELIN, Hugo Aguirre. FGF-2: estudo de estrutura e função. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-13112007-102427/ >.
    • APA

      Dermargos, A., & Armelin, H. A. (2007). FGF-2: estudo de estrutura e função. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-13112007-102427/
    • NLM

      Dermargos A, Armelin HA. FGF-2: estudo de estrutura e função [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-13112007-102427/
    • Vancouver

      Dermargos A, Armelin HA. FGF-2: estudo de estrutura e função [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-13112007-102427/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: