Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Caricatura e reconhecimento de faces (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MENDES, ANA IRENE FONSECA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PERCEPÇÃO DA FACE; CARICATURAS; FACE (PROTÓTIPO)
  • Keywords: protótipo facial; reconhecimento de faces; caricature; face recognition; prototypical face
  • Language: Português
  • Abstract: A caricatura, uma imagem da face baseada no exagero de suas características peculiares, geralmente é reconhecida tão bem quanto a fotografia da face sem distorções. Para confecção das caricaturas, exageram-se as diferenças entre a imagem original e um protótipo (face média de um grupo de pessoas); e para confecção das anti-caricaturas essas diferenças são atenuadas. O objetivo desta pesquisa foi investigar se existe um grau de exagero "ótimo" para que a caricatura represente a face melhor que a fotografia original. Além disso, investigou-se o papel da percepção holística versus percepção componencial no processo de reconhecimento de faces. Foram geradas seis faces prototípicas, masculinas e femininas, de pessoas da população da região de Ribeirão Preto que se auto-declaram branca, parda e preta. A partir das faces prototípicas, foram gerados dois tipos de caricaturas e anti- caricaturas: 1. holística: em que todas as diferenças entre a face original e a prototípica foram manipuladas, 2. parcial: em que somente as diferenças de alguns elementos faciais isolados ou combinados entre a face original e a prototípica foram manipuladas. No Experimento I os estímulos teste foram as caricaturas e anti-caricaturas holísticas. No Experimento II os estímulos foram as caricaturas e anti-caricaturas parciais. Em ambos experimentos as caricaturas e anti-caricaturas foram submetidas a julgamentos de similaridade com a face original previamente memorizada. Os resultados doExperimento I indicaram que a melhor representação da face é a fotografia sem distorção e que, nos casos em que a face é atípica em relação ao protótipo, as caricaturas tendem a ser representações tão fidedignas quanto as fotografias sem distorção. Os resultados do Experimento II apontam para a importância dos elementos peculiares no reconhecimento de faces. Comparando-se os resultados dos Experimentos I e II pode-se afirmar que o processamento de faces ) se dá predominantemente de forma holística e que a manipulação de elementos peculiares da face reduz mais a similaridade entre a face original e a caricatura (ou anti-caricatura) que a manipulação de elementos não-peculiares
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.01.2008
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800027220Mendes, Ana Irene Fonseca
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MENDES, Ana Irene Fonseca; FUKUSIMA, Sérgio Sheiji. Caricatura e reconhecimento de faces. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-05122012-140245/ >.
    • APA

      Mendes, A. I. F., & Fukusima, S. S. (2008). Caricatura e reconhecimento de faces. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-05122012-140245/
    • NLM

      Mendes AIF, Fukusima SS. Caricatura e reconhecimento de faces [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-05122012-140245/
    • Vancouver

      Mendes AIF, Fukusima SS. Caricatura e reconhecimento de faces [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59134/tde-05122012-140245/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: