Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Validação do diagnóstico de enfermagem Conhecimento deficiente em relação à doença arterial coronariana e à revascularização do miocárdio (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GALDEANO, LUZIA ELAINE - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: Programa Interunidades em Enfermagem EE/EERP
  • Subjects: DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM (ESTUDO COMPARATIVO); CONHECIMENTO; REVASCULARIZAÇÃO MIOCÁRDICA; EDUCAÇÃO DO PACIENTE
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo teve como principais objetivos realizar a validação de conteúdo e a validação clínica das características definidoras do diagnóstico de enfermagem Conhecimento deficiente em relação à doença arterial coronariana e à revascularização do miocárdio. Foram utilizados os modelos de validação de conteúdo e de validação clínica focado no paciente, propostos por Fehring (1987). Validação de conteúdo (1ª etapa do estudo) - foram convidados a participar dessa etapa 50 enfermeiros expertos em diagnósticos de enfermagem, em assistência a pacientes com problemas cardiológicos e/ou na área da educação. Para essa etapa, foi utilizado instrumento, constituído das características definidoras do Conhecimento deficiente e de suas respectivas definições operacionais. As características definidoras, classificadas como principais pelos expertos foram: verbalização do problema (0,96), desempenho inadequado em teste (0,83) e expressar percepção incorreta acerca do seu estado de saúde (0,83). As características classificadas como secundárias foram: seguimento inadequado de instruções (0,71), memorização de informação deficiente (0,71), indicadores não- verbais de baixo entendimento (0,69), questionamento repetitivo (0,68), desvalorização das informações (0,64), não seguir a terapêutica prescrita (0,56), indicadores não-verbais de falta de atenção (0,56), falta de integração do plano de tratamento às atividades diárias (0,53) e expressar alteração psicológica (ansiedade, depressão)(0,51). A característica comportamentos impróprios ou exagerados (0,34) foi considerada insuficiente para caracterizar o conhecimento deficiente. Validação clínica (2ª etapa do estudo) -participaram dessa etapa 80 pacientes adultos que se encontravam no período pré-operatório de revascularização do miocárdio. Essa etapa foi realizada no Hospital Beneficência Portuguesa do município de São Paulo. Foram utilizados seis instrumentos:
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.01.2008

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200013276T3428
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GALDEANO, Luzia Elaine; ROSSI, Lídia Aparecida. Validação do diagnóstico de enfermagem Conhecimento deficiente em relação à doença arterial coronariana e à revascularização do miocárdio. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Galdeano, L. E., & Rossi, L. A. (2008). Validação do diagnóstico de enfermagem Conhecimento deficiente em relação à doença arterial coronariana e à revascularização do miocárdio. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Galdeano LE, Rossi LA. Validação do diagnóstico de enfermagem Conhecimento deficiente em relação à doença arterial coronariana e à revascularização do miocárdio. 2008 ;
    • Vancouver

      Galdeano LE, Rossi LA. Validação do diagnóstico de enfermagem Conhecimento deficiente em relação à doença arterial coronariana e à revascularização do miocárdio. 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: