Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Influência do macheamento na interface do parafuso e do tecido ósseo na fase imediata pós-implante (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MASSON, FABIANO PINHEIRO DE LEMOS - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: COLUNA VERTEBRAL; ARTRODESE; ORTOPEDIA
  • Language: Português
  • Abstract: A colocação dos parafusos no interior da vértebra é um passo técnico freqüente e de grande importância na cirurgia de coluna vertebral, pois a ancoragem dos parafusos é a base para o desempenho da função biomecânica do sistema de fixação. A técnica de inserção, o preparo do orifício piloto, o desenho do tipo de parafuso, a integridade e a densidade do mineral do tecido ósseo influenciam no grau de fixação do parafuso no tecido ósseo, e desse modo na estabilidade do sistema de fixação e no resultado final do tratamento. A finalidade deste estudo foi analisar as alterações da interface entre o osso e o implante com aplicação da técnica de macheamento na região trabecular de vértebras cervicais, analisadas através de histomorfometria. Foram analisadas 4 itens; a) número de trabéculas fraturadas entre os filetes de rosca do parafuso, b) maior distância da fratura trabecular transversal provocada pela inserção do parafuso, c) maior extensão da fratura trabecular longitudinal provocada pela inserção do parafuso, d) linha de contato na interface osso-parafuso. Foram utilizados 5 carneiros adultos da raça Santa Inês deslanado com peso médio de (46,00’+OU-‘17,74)kgf, 10 parafusos corticais de aço inoxidável de diâmetro externo de 3,5mm, diâmetro interno de 2,7mm e comprimento de 18,0mm, broca de 2,5mm e macho de 2,5mm de diâmetro. Foram realizados quatro orifícios pilotos utilizando broca, dois na região proximal e dois na região distal do corpo anterior davértebra. O orifício proximal direito foi realizado o macheamento anteriormente a inserção do parafuso cortical (grupo A), o orifício proximal esquerdo o parafuso foi inserido sem realizar a técnica de macheamento (grupo B), os dois orifícios distais foram os controles (grupo C). Logo que cessado o procedimento o animal foi morto com uma dose excessiva de Thiopental e removida e terceira vértebra cervical. As vértebras passaram por 5 processos antes de realizar as confecção das lâminas. Seguindo esta ordem: 1) fixação com solução de formol tamponada a 4%, 2) desidratação com uma seqüência de diferentes concentrações de álcoois, 3) impregnação da sustância com resina, 4) corte dos blocos, 5) lixamento e polimento, 6) coloração com Stevene/'s Blue e Alizarin Red. As lâminas foram digitalizadas e depois analisadas. Os valores do número de fraturas (a), maior distância (b) e maior extensão (c) da interface parafuso-osso, estão apresentados respectivamente para os três grupos experimentais: a) A(2,33 ‘+OU-‘ 0,92), B(2,03 ‘+OU-‘ 1,01) e C(0,66 ‘+OU-‘ 0,69), b) A(0,68 ‘+OU-‘ 0,31 )mm, B(0,63 ‘+OU-‘ 0,35)mm e C(0,17 ‘+OU-‘0,23)mm, e c) A(0,50 ‘+OU-‘ 0,22)mm, B(0,44 ‘+OU-‘ 0,31 )mm e C(0,16 ‘+OU-‘0,18)mm. O grupo A e B teve uma média superior do que o grupo C com um nível de significância de p < 0,001. O grupo A comparado ao B apresentou valores superiores, mas sem diferença estatística significativa. As linhas de contato dos grupos A eB, -são respectivamente: (0,71 ‘+OU-‘ 0,62)mm e (0,38 ‘+OU-‘ 0,44 )mm, na comparação entre os dois grupos foi verificado diferença estatística significativa (p=0,0164). Em valor absoluto, a inserção do parafuso após o macheamento, causou maior número de fraturas e mais distante e extensa na interface parafuso-osso, quando comparado com a inserção do parafuso sem macheamento e proporcionou maior medida da linha contato
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.01.2008

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200035180Masson, Fabiano Pinheiro de L.
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MASSON, Fabiano Pinheiro de Lemos; SHIMANO, Antônio Carlos. Influência do macheamento na interface do parafuso e do tecido ósseo na fase imediata pós-implante. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Masson, F. P. de L., & Shimano, A. C. (2008). Influência do macheamento na interface do parafuso e do tecido ósseo na fase imediata pós-implante. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Masson FP de L, Shimano AC. Influência do macheamento na interface do parafuso e do tecido ósseo na fase imediata pós-implante. 2008 ;
    • Vancouver

      Masson FP de L, Shimano AC. Influência do macheamento na interface do parafuso e do tecido ósseo na fase imediata pós-implante. 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: