Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Transferências de lipídes para HDL em pacientes diabéticos tipo 2: efeito da presença da microalbuminúria e do tratamento com estatina e insulina (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FEITOSA FILHO, GILSON SOARES - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MCP
  • Subjects: LIPOPROTEÍNAS (ANÁLISE); LIPÍDEOS (TRANSFERÊNCIA); DIABETES MELLITUS NÃO INSULINO-DEPENDENTE; INIBIDORES DE ENZIMAS; ALBUMINÚRIA; NEFROPATIAS
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é um fator de risco isolado para coronariopatia, principalmente quando associado a microalbuminúria (MA). Alterações estruturais e funcionais das lipoproteínas não são totalmente esclarecidas nesse contexto. OBJETIVO: Avaliar, em pacientes DM2, a influência da presença da MA e do tratamento com estatina ou insulina nas transferências para HDL (T) de lípides e no tamanho desta lipoproteína. MÉTODOS: Estudamos 33 pacientes DM2 e 34 controles pareados para idade. Uma nanoemulsão lipídica artificial radiomarcada com 3H-Triglicéride (TG) e 14C-Colesterol Livre (CL) ou 3H-Colesterol Éster (CE) e 14C-Fosfolípide (FL) foi incubada com plasma. A nanoemulsão e as lipoproteínas foram precipitadas, exceto a HDL, que teve sua radioatividade contada. O diâmetro da HDL foi mensurado por método de dispersão da luz. RESULTADOS: A TFL (%) foi maior no grupo com DM2 que no grupo controle (25,2 3,2 e 19,7 3,2 respectivamente; p<0,001), assim como a TCL (%): 9,1 2,7 e 6,3 1,5 respectivamente; p<0,001. O diagnóstico de MA não se associou a mudanças da propriedade de transferência. O uso da insulina associou-se a menor TFL(%): 23,5 2,1 contra 26,1 3,3; p=0,018. Já o uso da estatina associou-se a queda de todas: TCE(%): 3,5 0,9; TFL(%):23,8 2,0; TTG(%): 3,9 0,8; TCL(%):7,4 1,3 quando comparado ao grupo que não usava estatina (TCE(%):5,9 2,4; TFL(%):26,9 3,6; TTG(%):6,4 2,2; TCL(%):11,1 2,6). O tamanho de HDL foi semelhante emqualquer condição analisada. CONCLUSÕES: DM2 aumenta a transferência de lípides de superfície para HDL, enquanto o uso de estatina diminuiu todas as transferências. A presença de MA não se associou a alterações das transferências de lípides
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.03.2008
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM10700063523FM W4.DB8 SP.USP FM-2 F336tn 2008
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FEITOSA FILHO, Gilson Soares; RAMIRES, Jose Antonio Franchini. Transferências de lipídes para HDL em pacientes diabéticos tipo 2: efeito da presença da microalbuminúria e do tratamento com estatina e insulina. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-28012009-135855/ >.
    • APA

      Feitosa Filho, G. S., & Ramires, J. A. F. (2008). Transferências de lipídes para HDL em pacientes diabéticos tipo 2: efeito da presença da microalbuminúria e do tratamento com estatina e insulina. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-28012009-135855/
    • NLM

      Feitosa Filho GS, Ramires JAF. Transferências de lipídes para HDL em pacientes diabéticos tipo 2: efeito da presença da microalbuminúria e do tratamento com estatina e insulina [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-28012009-135855/
    • Vancouver

      Feitosa Filho GS, Ramires JAF. Transferências de lipídes para HDL em pacientes diabéticos tipo 2: efeito da presença da microalbuminúria e do tratamento com estatina e insulina [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5131/tde-28012009-135855/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: