Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Vulnerabilidade feminina ao HIV: metasíntese (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: De La Torre-Ugarte-Guanilo, Mónica Cecilia - EE
  • USP Schools: EE
  • Sigla do Departamento: ENS
  • Subjects: HIV; MULHERES; PESQUISA QUALITATIVA (REVISÕES); ENFERMAGEM
  • Language: Português
  • Abstract: No Brasil, como em diferentes partes do mundo, observa-se que a epidemia da aids atinge de forma crescente o segmento feminino, apesar das ações para deter sua disseminação. Uma das limitações foi a utilização do conceito de risco para nortear a ações preventivas à transmissão do Human Immunodeficiency Vírus (HIV), uma vez que não incorporam a possibilidade de resposta social no seu enfrentamento, ter sido direcionada para uma parcela da população, excluindo outros grupos sociais e gerando estigma e discriminação. O conceito de vulnerabilidade surge, posteriormente ao conceito de risco, tendo como pressuposto que todas as pessoas são vulneráveis ao HIV e, que a infecção é determinada por três planos interdependentes - dimensão individual, social e programática. Este trabalho teve como objetivo identificar os elementos da vulnerabilidade feminina ao HIV/AIDS, por meio de uma revisão sistemática da literatura denominada metasíntese. Realizou-se uma busca exaustiva nas bases de diferentes áreas de conhecimento: CINAHL, PubMed, OVID, Web of Science, LILACS, CAPES-BDTD, DEDALUS, no período de 1996 a 2007. Após o teste da estratégia de dados e análise dos estudos foram identificados 54 estudos realizados na América do Norte, Sul e Central, África e Ásia. Identificou-se 44 elementos, que na interação determinaram a vulnerabilidade feminina ao HIV. O agrupamento desses elementos segundo sua temática central resultou em: normas sociais; imigração; contexto dorelacionamento estável; condição socioeconômica insuficiente; contexto socioeconômico do país; gestão dos serviços de saúde. Constatou-se que os elementos determinaram a vulnerabilidade da mulher ao HIV de forma semelhante, independente das faixas etárias, do país e estiveram presentes ao longo do tempo. As pequenas diferenças nas associações entre os elementos corresponderam às características do contexto social das mulheres estudadas. No entanto, no cálculo do tamanho do efeito por temática identificou-se que os elementos da vulnerabilidade ao lHIV relacionados à "gestão dos serviços de saúde", "contexto do relacionamento sexual estável" e "condição socioeconômica insuficiente" influenciaram de forma intensa a vulnerabilidade feminina ao HIV. A metasíntese permitiu identificar os elementos da vulnerabilidade definidos previamente, distribuí-los nas três dimensões e identificar outros, dos quais se destaca a migração.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.02.2008
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EE10200013461T3408
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DE LA TORRE-UGARTE-GUANILO, Mónica Cecilia; TAKAHASHI, Renata Ferreira. Vulnerabilidade feminina ao HIV: metasíntese. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7137/tde-28052008-113144/ >.
    • APA

      De La Torre-Ugarte-Guanilo, M. C., & Takahashi, R. F. (2008). Vulnerabilidade feminina ao HIV: metasíntese. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7137/tde-28052008-113144/
    • NLM

      De La Torre-Ugarte-Guanilo MC, Takahashi RF. Vulnerabilidade feminina ao HIV: metasíntese [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7137/tde-28052008-113144/
    • Vancouver

      De La Torre-Ugarte-Guanilo MC, Takahashi RF. Vulnerabilidade feminina ao HIV: metasíntese [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7137/tde-28052008-113144/