Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Testes de aplicabilidade de sonda de eletrorresistividade na avaliação de salinização secundária de solos (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: IEZZI, PATRICIA BRAGA TOLEDO - IGC
  • USP Schools: IGC
  • Subjects: SONDAGEM DOS SOLOS; SALINIDADE DO SOLO; RESISTÊNCIA DOS SOLOS
  • Language: Português
  • Abstract: Os métodos geofísicos têm sido utilizados para definir a extensão em área e em profundidade de contaminações causadas por compostos orgânicos ou inorgânicos, uma vez que tais contaminações alteram as propriedades físicas do meio. Este trabalho abrangeu o desenvolvimento de ensaios realizados em laboratório e em campo para verificar a aplicabilidade de minissonda de resistividade, que utiliza quatro eletrodos dispostos segundo o arranjo Wenner em conjunto com uma fonte de corrente e dois multímetros, o que torna possível a execução de uma medida convencional de resistividade em diferentes profundidades à medida que a sonda é cravada no solo. Uma eventual aplicação desta minissonda seria sua utilização na avaliação de salinização secundária de solos. A agroindústria, principalmente no estado de São Paulo, vem utilizando cada vez mais estufas para a produção de frutos e flores, principalmente. Os processos de irrigação, e o microclima criados dentro das estufas, têm causado o incremento da quantidade de sais no solo, uma vez que o solo não é naturalmente lixiviado pela água da chuva. Isto pode comprometer a utilização dessas estufas pra fins ligados à agricultura. A salinidade refere-se à presença de sais dissolvidos no solo, na água superficial e subterrânea. A salinização do solo pode estar ligada a processos naturais como a pedogênese do solo ou ao clima local por exemplo, ou pode ter origem secundária, podendo estar relacionada às atividades antrópicas capazesde alterar esta propriedade do meio. O presente trabalho visou testar a aplicabilidade da minissonda de resistividade para a avaliação da salinização secundária de solos. O trabalho foi inicialmente desenvolvido em laboratório, onde foram efetuados experimentos em amostras de solo saturadas com soluções de NaCl em diferentes concentrações. Os resultados obtidos nestes ensaios utilizando um meio arenoso totalmente saturado mostraram que a condutividade ) elétrica aumenta em função da concentração de NaCl utilizado na solução. Observou-se ainda a relação inversa entre a resistividade aparente calculada e a concentração da solução utilizada. Os ensaios de campo foram executados em duas estufas distintas, que utilizam diferentes técnicas de cultivo, localizadas nos municípios de Holambra e Elias Fausto, e não indicaram correlação entre a condutividade elétrica calculada a partir das resistividades obtidas e a condutividade elétricas medidas em laboratório, nas amostras de solo encaminhadas para análise. Foram analisados também os íons Al, Ba, Ca, Cr, Co, Cu, Fe, K, Mg, Mn, Na, Ni, Pb, Zn, e cloretos. Nas duas estufas observa-se correlação entre as condutividades obtidas e alguns dos íons analisados. As diferenças observadas entre as condutividades elétricas calculada e medida, podem estar relacionadas às condições de campo, uma vez que nas duas estufas observou-se porções porosas no solo, a presença de solo argiloso nas estufas, principalmente em Holambra, eà presença dos metais presentes no solo local, conforme mostram os resultados analíticos obtidos. Adicionalmente, durante a realização dos ensaios em laboratório o meio encontra-se totalmente saturado, o que não ocorreu nos ensaios realizados em campo, uma vez que na estufa em Holambra o solo estava úmido e na estufa em Elias Fausto apresentava-se bastante seco. As diferenças de umidade também podem ter interferido nos resultados obtidos. Os trabalhos realizados evidenciaram que a minissonda pode ser aplicada para medida de resistividade in situ, porém, seu uso deve se limitar à avaliação de áreas onde o solo é mais arenoso e pouco compactado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.02.2008
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IGC30900023965T I22 PBT.t e.2
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      IEZZI, Patrícia Braga Toledo; TAIOLI, Fabio. Testes de aplicabilidade de sonda de eletrorresistividade na avaliação de salinização secundária de solos. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-15082008-104954/ >.
    • APA

      Iezzi, P. B. T., & Taioli, F. (2008). Testes de aplicabilidade de sonda de eletrorresistividade na avaliação de salinização secundária de solos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-15082008-104954/
    • NLM

      Iezzi PBT, Taioli F. Testes de aplicabilidade de sonda de eletrorresistividade na avaliação de salinização secundária de solos [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-15082008-104954/
    • Vancouver

      Iezzi PBT, Taioli F. Testes de aplicabilidade de sonda de eletrorresistividade na avaliação de salinização secundária de solos [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44138/tde-15082008-104954/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: