Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Biogeografia cladística aplicada à evolução biogeográfica dos Tabanomorpha (Diptera, Brachycera) (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANTOS, CHARLES MORPHY DIAS DOS - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: DIPTERA; BIOGEOGRAFIA; FILOGENIA
  • Language: Português
  • Abstract: A biogeografia histórica estuda a distribuição dos táxons visando estabelecer as relações entre as áreas e como elas teriam se originado. A biogeografia cladística funde o método filo genético de Hennig com a panbiogeografia de Croizat. Ela enfatiza a procura por padrões de distribuição congruentes na história filo- genética dos táxons. Hipóteses baseadas em vicariância são testadas através de análises com diferentes grupos taxonômicos e pela comparação dos resultados com cenários geológicos. Para tanto, há um conjunto de métodos propostos, mas nenhum consenso sobre a eficiência de cada um. Neste trabalho, o grupo taxonômico alvo é a infraordem Tabanomorpha (Diptera, Brachycera), que tradicionalmente inclui as famílias Rhagionidae, Athericidae, Tabanidae, Vermileonidae e Oreoleptidae. O posicionamento de Pelecorhynchus Macquart e Austroleptis Hardy entre os Tabanomorpha é controverso, assim como o status dos Vermileonidae e dos Xylophagomorpha. Aqui, são analisados criticamente alguns dos principais métodos biogeográficos que utilizam filogenias em um estudo da evolução biogeográfica dos Tabanomorpha. Isso implica na realização de uma análise filogenética dos Tabanomorpha e no uso dessa base de dados em uma análise biogeográfica. Para a análise filogenética, foram levantados 82 caracteres morfológicos de indivíduos adultos em uma amostragem de 71 táxons terminais de Tabanomorpha. A definição de Tabanomorpha sensu stricto proposta combina classificaçõesfilogenéticas e tradicionais, não-filogenéticas. Ela exclui a família Vermileonidae e os gêneros antes posicionados entre os "Xylophagomorpha". Em Tabanomorpha s.s. estão posicionadas as famílias Austroleptidae, Rhagionidae, Oreoleptidae, Athericidae e Tabanidae. A partir dessa filogenia, foram feitas análises de sub-árvores livres de paralogia, BPAs e análises de componentes. Sugere-se uma origem pangéica para os Tabanomorpha, com uma posterior radiação após ) a quebra da Pangea em Laurásia e Gondwana, no lurássico, ca. 165-150 milhões de anos atrás. No entanto, a evolução biogeográfica da infraordem não está completamente compreendida. O problema deve ser encarado em uma perspectiva filogenética uma vez que filogenias são poderosas ferramentas para a extração da informação biogeográfica. No que tange aos métodos de reconstrução biogeográfica, a congruência é a melhor maneira de se escolher um cladograma geral de áreas. Ela deve ser buscada entre os vários cladogramas de áreas resultantes das análises e com reconstruções do cenário geológico. Pode-se também avaliar diretamente cada método, examinando suas premissas. O pressuposto 2 (A2) permanece como o procedimento mais adequado para se lidar com dispersão, extinção e falha na vicariância em conjuntos de dados complexos. Discussões metodológicas indicam caminhos que devem ser evitados e apontam para novos começos. A despeito da grande quantidade de métodos, a biogeografia cladística é viável para a análise ecomparação de padrões bióticos com hipóteses derivadas de fontes independentes de dados, tornando possível reconstruir as conexões entre áreas como relações hierárquicas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.03.2008

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800027241Santos, Charles M. Dias dos
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Charles Morphy Dias dos; AMORIM, Dalton Souza. Biogeografia cladística aplicada à evolução biogeográfica dos Tabanomorpha (Diptera, Brachycera). 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Santos, C. M. D. dos, & Amorim, D. S. (2008). Biogeografia cladística aplicada à evolução biogeográfica dos Tabanomorpha (Diptera, Brachycera). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Santos CMD dos, Amorim DS. Biogeografia cladística aplicada à evolução biogeográfica dos Tabanomorpha (Diptera, Brachycera). 2008 ;
    • Vancouver

      Santos CMD dos, Amorim DS. Biogeografia cladística aplicada à evolução biogeográfica dos Tabanomorpha (Diptera, Brachycera). 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: