Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Emancipação e ambientalismo: um estudo sobre fundamentos para uma educação ambiental crítica (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ZERBINI, FABÍOLA MARONO - PROCAM
  • USP Schools: PROCAM
  • Subjects: EDUCAÇÃO AMBIENTAL; DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo objetiva conhecer, organizar e qualificar um discurso coletivo e compartilhado em torno da "Educação Ambiental Emancipatória", que reflita a sua esperança projectual, a ser construído a partir do coletivo que transita em torno deste núcleo semântico, em confronto com o referencial teórico de suas premissas. Para tanto, se desenvolveu a partir de uma ação combinada entre estudos teóricos e empíricos, direcionados a compreender e a explicitar as premissas do objeto da presente pesquisa, de forma a gerar conclusões sobre a pertinência e a viabilidade lógica da hipótese que fundamenta a interação entre as utopias "emancipatória" e "ambientalista em uma proposta pedagógica comum. O estudo teórico rastreou os elementos - autores, correntes, teorias e hipóteses -, relacionados aos três temas centrais que compõem a proposta aqui em estudo, quais sejam: utopia emancipatória, utopia ambientalista e educação crítica. Para o primeiro deles o presente estudo se apoiou nos fundamentos e conceitos da noção de emancipação humana de Marx, na noção de sujeito crítico e na dialética do esclarecimento dos teóricos críticos da primeira geração, Adorno e Horkheimer, e, nas críticas de Hannah Arendt à dicotomia filosófica entre liberdade política e liberdade moderna, para concluir pela legitimidade humanista deste conceito que se concretiza como processo de desopressão e de "auto-consciência" humana. Para a utopia ambientalista, partiu de um resgatehistórico da construção de seus valores, sensibilidades e racionalidades, para chegar no conflito contemporâneo entre desenvolvimento sustentável e sustentabilibade socioambiental, posicionando-se por esta última como um processo dinâmico e contínuo de busca de uma melhor interação entre cultura e natureza. Para o terceiro deles, o estudo se pautou em Henry Giroux, Adorno e Paulo Freire para traçar um caminho que parte da crítica à educação "colonizadora" para a construção e a vivência de uma educação revolucionária, comprometida com a transformação social. O estudo empírico por sua vez se direcionou a promover a construção de um discurso compartilhado, a partir da realização de reuniões semi-estruturadas com um grupo de pessoas previamente identificadas com a proposta da educação ambiental emancipatória, sobre as convergências e complementaridades dos mesmos em relação a este tema. Tendo os discursos transcritos como dados, o estudo se pautou no referencial metodológico da Análise de Conteúdo (Bardin), para se desenvolver em cinco momentos: 1) situando as vozes que buscou apresentar os participantes traçando aspectos comuns de suas biografias, 2) situando a percepção do grupo sobre o objetivo da pesquisa, 3) situando as concepções sobre a utopia emancipatória, 4) situando as concepções sobre a sustentabilidade socioambiental, e, 5) situando as concepções sobre educação crítica. Os resultados das análises empíricas apontaram paraa existência de convergências e complementaridades, capazes de colaborar em um discurso compartilhado sobre os questionamentos e as esperanças projetadas na educação ambiental emancipatória, confirmando a primeira componente da hipótese da presente pesquisa sobre a intersecção dos núcleos não ser vazia, ou seja, subjacente à utilização de uma terminologia comum pelo grupo, há afinidade e identidade de propósitos e significados desta terminologia. O último capítulo por sua vez, contrastou os resultados teóricos e empíricos, de forma a qualificar o discurso compartilhado em torno da educação ambiental emancipatória, comprovando a segunda componente da hipótese de que este discurso se fundamenta em premissas comprovadas teoricamente para cada um de seus elementos, e para todos na interação em um conceito único, a educação ambiental emancipatória
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.04.2008
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZERBINI, Fabíola Marono; TASSARA, Eda Terezinha de Oliveira. Emancipação e ambientalismo: um estudo sobre fundamentos para uma educação ambiental crítica. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/90/90131/tde-22112011-160250/pt-br.php >.
    • APA

      Zerbini, F. M., & Tassara, E. T. de O. (2008). Emancipação e ambientalismo: um estudo sobre fundamentos para uma educação ambiental crítica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/90/90131/tde-22112011-160250/pt-br.php
    • NLM

      Zerbini FM, Tassara ET de O. Emancipação e ambientalismo: um estudo sobre fundamentos para uma educação ambiental crítica [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/90/90131/tde-22112011-160250/pt-br.php
    • Vancouver

      Zerbini FM, Tassara ET de O. Emancipação e ambientalismo: um estudo sobre fundamentos para uma educação ambiental crítica [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/90/90131/tde-22112011-160250/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019