Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Caracterização de nódulos mamários por técnicas quantitativas de Ressonância Magnética (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MORAIS, RUTH HELENA DE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: NEOPLASIAS MAMÁRIAS; RESSONÂNCIA MAGNÉTICA; TÉCNICAS DE DIAGNÓSTICO E PROCEDIMENTOS
  • Language: Português
  • Abstract: A Ressonância Magnética (RM) é um método importante na investigação do câncer mamário. Embora reconhecida como método de escolha para o rastreio das pacientes de alto risco e para outras indicações, o papel da RM na caracterização de lesões mamárias permanece controverso. Recentemente, alguns autores têm defendido o uso de critérios morfológicos e pós-contraste dinâmico para este propósito. Técnicas quantitativas de RM não têm sido usadas extensamente na mama. Relaxometria T2 e Transferência de Magnetização (TM) são técnicas quantitativas muito utilizadas para investigação de doenças neurológicas. Nas doenças mamárias, o uso da TM tem sido limitado a melhorar a visualização de áreas de realce patológico em imagens pós-contraste e a relaxometria T2 foi empregada para avaliar tecidos mamários e lesões, usando, na maioria das vezes, seqüências duplo-eco. O objetivo deste estudo foi avaliar a viabilidade e a utilidade da relaxometria T2 e da TM na diferenciação de nódulos benignos de malignos. Cinqüenta e quatro lesões de cinqüenta pacientes, classificadas como Bi-RADS 4 ou 5 foram prospectivamente avaliadas usando análise morfocinética, relaxometria T2 e Razão de Transferência de Magnetização (MTR), isoladamente ou em associação. Os pacientes foram divididos em dois grupos, um de lesões benignas e outro de malignas. Um escore foi utilizado na análise morfocinética para caracterizar as lesões. O valor de T2 e a MTR dos músculos peitorais, tecidofibroglandular, gordura e lesões mamárias foi calculado. A análise morfocinética isolada teve sensibilidade de 100% e especificidade de 78,9%. Nenhuma diferença estatisticamente significativa foi encontrada entre lesões benignas e malignas para o valor de T2. Uma diferença estatisticamente significativa foi encontrada para os valores de MTR das lesões benignas e malignas. Quando se associou o parâmetro MTR ao escore morfocinético, usando o valor de 19,1, como discriminador de lesões benignas e malignas, a especificidade aumentou para 89,5%. Resultados preliminares sugerem que a TM pode ser utilizada na avaliação de lesões mamárias, podendo ser usada para melhorar a especificidade da análise padrão, morfocinética. Estudos adicionais são necessários para melhor definição da aplicabilidade desta técnica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.05.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BONINI, Ruth Helena de Morais; MUGLIA, Valdair Francisco. Caracterização de nódulos mamários por técnicas quantitativas de Ressonância Magnética. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.
    • APA

      Bonini, R. H. de M., & Muglia, V. F. (2008). Caracterização de nódulos mamários por técnicas quantitativas de Ressonância Magnética. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Bonini RH de M, Muglia VF. Caracterização de nódulos mamários por técnicas quantitativas de Ressonância Magnética. 2008 ;
    • Vancouver

      Bonini RH de M, Muglia VF. Caracterização de nódulos mamários por técnicas quantitativas de Ressonância Magnética. 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019