Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Prevalência, sintomas e impacto de distúrbios vocais em professores (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MACHADO, MARIA APARECIDA MIRANDA DE PAULA - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Subjects: DISTÚRBIOS DA FALA; VOZ PROFISSIONAL; SINTOMAS GERAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A voz, em determinadas profissões, representa um dos principais instrumentos de trabalho. Professores têm sido identificados como grupo de risco para o desenvolvimento de distúrbios vocais decorrente da demanda vocal exigida pela atividade profissional (Munier, 2007). Numerosos estudos têm avaliado a prevalência, fatores de risco, sintomas e impacto dos problemas de voz em professores. Objetivo: Apresentar uma revisão crítica da literatura sobre pesquisas realizadas com o objetivo de investigar a prevalência, sintomas e impacto de distúrbios vocais em professores. Material e Método: Levantamento bibliográfico de estudos indexados pelas bases de dados Medline, Web of Science e Pubmed publicados no período entre 1998 e 2008. Resultados: Analisando a literatura foi possível observar dados preocupantes. A maioria dos estudos apontou alta prevalência de alterações vocais nos professores. Alguns autores concluíram que pelo menos 80% dos professores já tiveram algum distúrbio de voz durante sua atividade profissional. Os principais sintomas vocais descritos foram: presença de rouquidão no final do turno de trabalho, pigarros freqüentes, fadiga vocal, afonia e tensão cervical. Há diversas hipóteses sobre as causas dos distúrbios vocais entre os professores, porém o fator mais evidenciado nos estudos foi o abuso vocal. Outros fatores citados foram as condições do ambiente de trabalho quanto à acústica, estresse e aspectos emocionais. Afastamento daprofissão, perda de dia letivo e limitação na atuação comunicativa são os principais impactos dos problemas vocais nos professores.Conclusões: A literatura evidenciou elevada prevalência de disfonia em professores. (continua) ) O impacto ocasionado pelo distúrbio vocal é extremamente relevante para a saúde pública, pois pode prejudicar o desempenho dos acadêmicos dos alunos, causar limitações na atuação do professor, além de onerar o governo pelo alto custo em manter professores afastados da atividade profissional devido à afonia. Medidas preventivas devem visar a minimização dos fatores de risco para os distúrbios vocais nessa classe profissional, bem como exigir inclusão de leis municipais, estaduais e federais que garantam a possibilidade de introduzir programas de acompanhamento, de orientação e de recuperação vocal para os professores
  • Imprenta:
  • Source:
  • Conference titles: Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Aline Oliveira; JOKURA, Pricila Reis; PEREIRA, Agnes de Fátima Faustino; COSTA, Fernanda Menechino; MACHADO, Maria Aparecida Miranda de Paula. Prevalência, sintomas e impacto de distúrbios vocais em professores. Anais.. São Paulo: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, 2008.
    • APA

      Santos, A. O., Jokura, P. R., Pereira, A. de F. F., Costa, F. M., & Machado, M. A. M. de P. (2008). Prevalência, sintomas e impacto de distúrbios vocais em professores. In Anais. São Paulo: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia.
    • NLM

      Santos AO, Jokura PR, Pereira A de FF, Costa FM, Machado MAM de P. Prevalência, sintomas e impacto de distúrbios vocais em professores. Anais. 2008 ;
    • Vancouver

      Santos AO, Jokura PR, Pereira A de FF, Costa FM, Machado MAM de P. Prevalência, sintomas e impacto de distúrbios vocais em professores. Anais. 2008 ;