Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Atividade neurobiolóica do peptídeo PoTx 6.1. isolado da peçonha da vespa Polybia occidentalis (Hymenoptera: Vespidae) em ratos submetidos a dois modelos de nocicepção térmica: Hot Plate e Tail-Flick (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PARAVENTI, KARINA HADDAD - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Subjects: VESPAS; PSICOBIOLOGIA; DOR (TRATAMENTO)
  • Language: Português
  • Abstract: A descoberta de novas moléculas de peçonha com alta seletividade e afinidade para muitos receptores representa um grande avanço para o desenvolvimento de novas drogas. Tendo em mente as limitações das terapias disponíveis, vários estudos têm sido realizados utilizando toxinas de invertebrados para o alívio da dor. Um exemplo é a peçonha da vespa Polybia occidentalis (Hymenoptera: Vespidae), da qual vêm sendo isoladas inúmeras frações neuroativas, que apresentam efeitos relevantes em modelos de anticonvulsão e dor aguda. Portanto, o objetivo deste trabalho foi verificar a atividade neurobiológica do peptídeo PoTx 6.1., isolado da peçonha de P. occidentalis em ratos Wistar submetidos a dois modelos de nocicepção térmica: Hot Plate e Tail Flick. Para isso, após a purificação da toxina e ensaios de estímulo térmico, foram realizadas associações farmacológicas com o objetivo de desvendar possíveis mecanismos neuroniais envolvidos na atividade neurobiológica observada. Desta forma, foram utilizados ratos machos Wistar (220-250g) anestesiados com tiopental sódico (50 mg/kg, i.p.) para implante de uma cânula guia no ventrículo lateral encefálico (AP: 1,0mm, L: 1,6mm e V: 3,5mm), por meio de estereotaxia. Após 7 dias de recuperação, os ratos foram submetidos aos modelos: Hot Plate e Tail Flick, em diferentes períodos. Administrou-se nos ratos (n=6) PoTx 6.1 (0,5 µg; 1,0 µg; 1,5 µg; 2 µg e 3.0 µg), salina, morfina, morfina + naloxone e NMDA (ácido N- Metil-D-Aspartato). Os tempos delatência de escape dos ratos em cada modelo foram normalizados e posteriormente analisados utilizando o teste de ANOVA de medidas repetidas, ANOVA de uma via e o pós-teste de Tukey. Os resultados mostram que a concentração de 2µg de PoTx 6.1 induz um efeito nociceptivo estatisticamente significativo com relação ao controle, bem como às outras concentrações utilizadas quando injetada por via i.c.V. em ratos. Este efeito pró- nociceptivo não foi observado quando a neurotoxina foi injetada juntamente com morfina, mostrando que o efeito da morfina foi predominante durante o experimento. Porém, a administração da PoTx 6.1 concomitante ao NMDA mostrou uma diminuição da latência de escape dos ratos em ambos os testes revelando uma possível atenuação do efeito do NMDA. Uma possível hipótese seria competitividade entre a PoTx 6.1 e o NMDA pelo mesmo receptor. Os resultados corroboram com estudos já existentes na literatura e reforçam a atividade pró-nociceptiva do peptídeo identificado como polisteskinina R do veneno desta vespa social. A propriedade da fração utilizada revela sua grande importância como ferramenta biológica para o estudo de mecanismos subjacentes ao processamento da dor bem como receptores alvos de terapias de tratamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.01.2009

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800028146Paraventi, Karina Haddad
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PARAVENTI, Karina Haddad; SANTOS, Wagner Ferreira dos. Atividade neurobiolóica do peptídeo PoTx 6.1. isolado da peçonha da vespa Polybia occidentalis (Hymenoptera: Vespidae) em ratos submetidos a dois modelos de nocicepção térmica: Hot Plate e Tail-Flick. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Paraventi, K. H., & Santos, W. F. dos. (2009). Atividade neurobiolóica do peptídeo PoTx 6.1. isolado da peçonha da vespa Polybia occidentalis (Hymenoptera: Vespidae) em ratos submetidos a dois modelos de nocicepção térmica: Hot Plate e Tail-Flick. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Paraventi KH, Santos WF dos. Atividade neurobiolóica do peptídeo PoTx 6.1. isolado da peçonha da vespa Polybia occidentalis (Hymenoptera: Vespidae) em ratos submetidos a dois modelos de nocicepção térmica: Hot Plate e Tail-Flick. 2009 ;
    • Vancouver

      Paraventi KH, Santos WF dos. Atividade neurobiolóica do peptídeo PoTx 6.1. isolado da peçonha da vespa Polybia occidentalis (Hymenoptera: Vespidae) em ratos submetidos a dois modelos de nocicepção térmica: Hot Plate e Tail-Flick. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: