Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Polimorfismos da lipase lipoprotéica e da apolipoproteína E: correlação com hipertrigliceridemia na população com ascendência japonesa residente no município de Bauru-SP (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NEVES, THAÍSA DE FARIA CRUZ - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: POLIMORFISMO; APOLIPOPROTEÍNAS; HIPERTRIGLICERIDEMIA; JAPONESES
  • Language: Português
  • Abstract: Grupos populacionais com características definidas representam importante objeto de estudo para avaliação de fatores ambientais e genéticos na etiologia de algumas doenças. Diabetes melito tipo 2 (DM2) e dislipidemia (DLP) são exemplos de doenças de interesse na avaliação de tais grupos devido às marcantes diferenças geográficas e étnicas em suas taxas de prevalência. Populações com ascendência japonesa, que originariamente apresentavam baixa morbidade por DM2, após sofrer mudanças sócio-culturais, em curto período de tempo, passaram a apresentar maior risco de desenvolver essa doença. Sendo assim, essas populações constituem interessante modelo para o estudo de DM2 e doenças associadas. É sabido que dislipidemia é um dos principais fatores de risco cardiovascular em pacientes diabéticos. Hipertrigliceridemia e baixos níveis de HDL (lipoproteína de alta densidade) são perfis lipídicos fortemente associados ao DM2. Trabalhos recentes têm identificado freqüentes polimorfismos e mutações nos genes da lipase lipoprotéica (LPL) e apolipoproteína E (apoE) possivelmente relacionados à hipertrigliceridemia. Os objetivos do presente estudo foram avaliar a frequência de alguns polimorfismos da LPL e apoE na população adulta com ascendência japonesa residente no município de Bauru-SP e correlacioná-los com os níveis de triglicerídeos nesta população. Correlacionar também a presença ou não dos polimorfismos citados com outros parâmetros, como diabetesmelito tipo 2 e tolerância normal à glicose e aferições antropométricas. Foram avaliados 130 indivíduos, ambos os sexos, entre 30 e 60 anos de idade, à princípio divididos em dois grupos tendo como base os níveis de triglicerídeos plasmático: '> OU= 400' mg/dL e '< OU= 200' mg/dL. Em seguida, cada grupo foi sub-dividido em diabéticos e não diabéticos. Dados antropométricos e laboratoriais foram extraídos de um banco de dados da população em questão e os polimorfismos avaliados através da técnica de PCR. Como resultados para esta amostra, a freqüência dos polimorfismos da apoE e da LPL foi semelhante à descrita na literatura em estudos envolvendo a população japonesa vivendo no Japão. Não houve associação, com significância estatística, entre as freqüências dos polimorfismos avaliados e hipertrigliceridemia, nem entre a presença ou não de DM2 nos dois grupos iniciais. Nestes, os sub-grupos de diabéticos apresentaram IMC e relação cintura/quadril mais elevados. De maneira geral, observou-se níveis mais elevados de colesterol total nos não diabéticos e não houve diferença nos níveis de HDL e LDL entre os grupos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.03.2009

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200037291Neves, Thasa de Faria Cruz
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NEVES, Thaísa de Faria Cruz; SANTOS, José Ernesto. Polimorfismos da lipase lipoprotéica e da apolipoproteína E: correlação com hipertrigliceridemia na população com ascendência japonesa residente no município de Bauru-SP. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Neves, T. de F. C., & Santos, J. E. (2009). Polimorfismos da lipase lipoprotéica e da apolipoproteína E: correlação com hipertrigliceridemia na população com ascendência japonesa residente no município de Bauru-SP. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Neves T de FC, Santos JE. Polimorfismos da lipase lipoprotéica e da apolipoproteína E: correlação com hipertrigliceridemia na população com ascendência japonesa residente no município de Bauru-SP. 2009 ;
    • Vancouver

      Neves T de FC, Santos JE. Polimorfismos da lipase lipoprotéica e da apolipoproteína E: correlação com hipertrigliceridemia na população com ascendência japonesa residente no município de Bauru-SP. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: