Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análises morfométricas e moleculares de espécies de Doryctobracon
  • Authors:
  • USP affiliated authors: MARINHO, CLÁUDIA FIDELIS - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LEF
  • Subjects: BIOLOGIA (CLASSIFICAÇÃO); DIPTERA; HYMENOPTERA; INSETOS PARASITOIDES; MARCADOR MOLECULAR; MORFOMETRIA; MOSCA-DAS-FRUTAS
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho teve por objetivo esclarecer a identidade de duas espécies próximas a Doryctobracon areolatus (Szépligeti) e de uma relacionada a Opius bellus Gahan, mencionada na literatura nacional como Opius sp. aff. bellus, por meio da morfometria geométrica e da análise das regiões do ITS2 do rDNA e 28S rDNA D2. As medidas das asas de D. areolatus, Doryctobracon sp. 1 e Doryctobracon sp. 2, O. bellus e Opius sp. aff. bellus, provenientes de diversas localidades brasileiras, foram estudadas por meio da morfometria geométrica. A avaliação de 20 pontos anatômicos nas asas, por meio de análise multivariada revelou a existência de variabilidade interpopulacional em 11 populações de D. areolatus, provenientes de localidades das cinco regiões brasileiras. O estudo morfométrico ainda revelou que Doryctobracon sp. 1 (estigma claro) e Doryctobracon sp. 2 (estigma escuro) diferem entre si e também de D. areolatus (Szépligeti). No entanto, entre os espécimes de O. bellus Gahan e Opius sp. aff. bellus, os resultados apontaram a coespecificidade desses indivíduos. Com base no tamanho do centróide, os resultados apontam a existência de dimorfismo sexual em relação ao tamanho das asas, ou seja, as fêmeas possuem asas relativamente maiores que as dos machos. Nas análises moleculares, os resultados indicaram a ocorrência de variabilidade intraespecífica, com relação ao tamanho do fragmento entre as populações de D. areolatus provenientes dos estados do AP, SP, GO eTO com a utilização dos dois marcadores moleculares (ITS2 e 28S rDNA D2). Porém, entre os espécimes de Doryctobracon sp. 1 (estigma claro) e de Doryctobracon sp. 2 (estigma escuro), essas regiões não variaram quanto ao tamanho, mas diferiram na composição das sequências, revelando que correspondem realmente a duas espécies. Portanto, houve congruência entre os resultados morfométricos e moleculares para essas espécies de ) Doryctobracon. Entre os espécimes identificados como Opius bellus e Opius sp. aff. bellus, a região do ITS2 indicou a ocorrência de variabilidade intrapopulacional, semelhante à interpopulacional, com elevada similaridade entre as morfoespécies analisadas. No entanto, a região do 28S rDNA D2 apresentou elevada similaridade entre as sequências obtidas, fortalecendo as indicações de que os espécimes considerados como O. bellus Gahan e Opius sp. aff. bellus, na realidade, pertencem à uma única espécie, conclusão também sustentada pelas análises morfométricas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.04.2009
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARINHO, Cláudia Fidelis; ZUCCHI, Roberto Antonio. Análises morfométricas e moleculares de espécies de Doryctobracon . 2009.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-14042009-080646/ >.
    • APA

      Marinho, C. F., & Zucchi, R. A. (2009). Análises morfométricas e moleculares de espécies de Doryctobracon . Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-14042009-080646/
    • NLM

      Marinho CF, Zucchi RA. Análises morfométricas e moleculares de espécies de Doryctobracon
    • Vancouver

      Marinho CF, Zucchi RA. Análises morfométricas e moleculares de espécies de Doryctobracon


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019