Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Diagnóstico de infecções por Hantavirus e Arenavirus em seres humanos e roedores (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FIGUEIREDO, GLAUCIANE GARCIA DE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: HANTA VÍRUS; DIAGNÓSTICO
  • Language: Português
  • Abstract: A Síndrome Pulmonar e Cardiovascular por Hantavirus (SPCVH) e a Febre Hemorrágica por Arenavirus (FHA) são doenças graves emergentes nas Américas, causadas, principalmente, pela inalação de aerossóis dos dejetos de roedores silvestres. Na região de Ribeirão Preto a SPCVH, causada pelo vírus Araraquara (ARAV), tem sido diagnosticada desde 1998. O roedor-reservatório do ARAV é o Necromys lasiurus. A FHA foi descrita no Brasil em 5 pacientes, causada pelo vírus Sabiá. Roedores-reservatório e a situação epidemiológica das arenaviroses são desconhecidas no país. Este trabalho tem como objetivo diagnosticar, por métodos virológicos e sorológicos, infecções por Hantavirus e Arenavirus, em seres humanos e em roedores. Diagnosticaram-se por sorologia e/ou RT-PCR, a SPCVH em 11 de 52 casos suspeitos (21,1%) e 54,5% destes casos tiveram diagnóstico positivo por ELISA e PCR. Buscando por casos de infecção benigna por Hantavirus, analisaram-se 136 soros de pacientes das cidades de Jardinópolis-SP, Cássia dos Coqueiros-SP, todos com doença febril aguda. Entretanto, só foram encontrados anticorpos IgG anti-Hantavirus em 6 casos (4,41 %). Também, de 2005 a 2008, foram capturados 595 roedores silvestres, Necromys lasiurus, Akodon sp, Calomys tener e Oligoryzomys sp. Quinze destes roedores apresentaram anticorpos para Hantavirus (2,52%). Estes foram, 11 Necromys lasiurus, capturados em Franca, Cajuru e Batatais, 2 Calomys tener, capturados em Franca e Cajuru, e 2 Akodon spcapturados em Franca e Cajuru. As soropositividades intra-espécie ou gênero foram 4,01 % para Necromys lasiurus, 1,87% para Calomys tener e 1,45% para Akodon sp. Foi possível detectar genoma de Hantavirus nos fragmentos de tecido de 1 Calomys tener. Após seqüenciamento nucleotídico, a análise filogenética dos Hantavirus detectados por RT-PCR em 3 pacientes, bem como no roedor, mostraram, em todos os casos, tratar-se do ARAV. Ainda, amostras de soros humanos negativas para Hantavirus foram submetidas a ELISA para Arenavirus e em um paciente (2,32%), encontrou-se positividade de IgG. Amostras dos roedores capturados foram, também, analisadas para Arenavirus sem detecção de positivos. Portanto, a SPCVH, doença grave e de letalidade extremamente alta, 54%, vem ocorrendo, nos últimos 3 anos, na região de Ribeirão Preto. Foram observados roedores infectados com Hantavirus, um a cada 40 capturados, com risco de transmissão viral para o homem. Finalmente, arenaviroses podem estar ocorrendo na região de Ribeirão Preto com base no achado de um paciente soropositivo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.04.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FIGUEIREDO, Glauciane Garcia de; FIGUEIREDO, Luiz Tadeu Moraes. Diagnóstico de infecções por Hantavirus e Arenavirus em seres humanos e roedores. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Figueiredo, G. G. de, & Figueiredo, L. T. M. (2009). Diagnóstico de infecções por Hantavirus e Arenavirus em seres humanos e roedores. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Figueiredo GG de, Figueiredo LTM. Diagnóstico de infecções por Hantavirus e Arenavirus em seres humanos e roedores. 2009 ;
    • Vancouver

      Figueiredo GG de, Figueiredo LTM. Diagnóstico de infecções por Hantavirus e Arenavirus em seres humanos e roedores. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019