Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo imunohistoquímico do canal de potássio Ether-à-go-go 1 (eag1) nos núcleos da base de ratos com lesão da via dopaminérgica nigroestriatal (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERREIRA, NADIA RUBIA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: DEGENERAÇÃO NEURAL; FISIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O gene ether à go-go (Eag), derivado de linhagem mutante de Drosophila melanogaster que apresenta hiperexcitabilidade neuronal codifica canais de potássio (K 'K POT. +'). Estes canais são quase que exclusivamente expressos no sistema nervoso central e sua função ainda não foi esclarecida. Os canais de K 'K POT. +'-Eag 1 (Kv10.1) pertencem à superfamília de canais de K 'K POT. +'-voltagem dependentes. O papel fisiológico da dopamina, importante neurotransmissor no circuito dos núcleos da base, pode envolver a ação mediada por canais de K 'K POT. +'. O objetivo deste trabalho foi avaliar o padrão de expressão dos canais K 'K POT. +'-Eag 1 nos núcleos da base e regiões associadas no cérebro de ratos, por imunohistoquímica, analisando se também ocorrem modificações em conseqüência da lesão da via dopaminérgica nigroestriatal induzida pelas neurotoxinas 6-hidroxidopamina (6-OHDA) e 1-metil-4-fenil-1,2,3,6-tetrahidropiridina (MPTP). Ratos Wistar machos receberam micro-injeção de salina ou 6-OHDA (unilateral) no feixe prosencefálico medial ou de MPTP (bilateral) na substância negra compacta. Animais naïve tiveram seus encéfalos fixados diferencialmente por 3 fixadores distintos para comparação da imunorreatividade para Eag 1 de acordo com o protocolo de fixação. Um conjunto de animais do grupo lesão no feixe prosencefálico medial foi sacrificado aos 4 dias pós-cirúrgicos para avaliação dos efeitos a curto prazo da lesão na substância negra compacta. A extensão da lesãodopaminérgica induzida por 6-OHDA (33 dias pós-cirúrgicos) foi avaliada pelo comportamento rotatório induzido por apomorfina e pela imunorreatividade para a enzima tirosina hidroxilase (TH). Nos animais que receberam MPTP (21 dias pós-cirúrgicos) a lesão foi avaliada por meio da imunorreatividade para TH. Os animais 6-OHDA e MPTP foram sacrificados por decapitação, seus encéfalos retirados, fixados e incluídos em parafina. Reações imunohistoquímicas foram realizadas em secções coronais seriadas, analisando-se a presença da enzima TH e da proteína de canal de K 'K POT. +'-Eag1. No grupo 6-OHDA (4 dias) foram realizados também ensaios para proteína nuclear neuronal (NeuN), para enzima ciclooxigenase 2 (COX-2) e para proteína glial ácida fibrilar (GFAP). A densidade óptica e celular foi analisada no estriado, núcleo acumbens, globo pálido e na substância negra compacta do grupo 6-OHDA (33 dias). A forma de fixação do tecido não influenciou a detecção da proteína do canal de K 'K POT. +'-Eag1 por meio da reação imunohistoquímica. Observamos a co-localização entre células Eag1+ e TH+ na substância negra compacta e em outras áreas dopaminérgicas como as áreas tegmental ventral e retrorubral. Após a micro-injeção de 6-OHDA no feixe prosencefálico medial ocorreu na substância negra compacta ipsilateral, aos 4 dias, decréscimo da imunorreatividade para TH, Eag1 e da proteína específica de neurônios (NeuN) concomitante com o aumento daimunorreatividade para COX-2 e GFAP. Aos 33 dias foi observada lesão parcial e/ou completa das células dopaminérgicas, acompanhada de redução das células Eag1+ proporcional à intensidade da lesão, além de diminuição da imunorreatividade para TH no estriado ipsilateral. Após a micro-injeção de MPTP na substância negra compacta foi observada lesão parcial mostrando células dopaminérgicas remanescentes que apresentaram co-Iocalização com células Eag1+. Estudos adicionais são necessários para investigar a redução na expressão de Eag1 na substância negra compacta relacionada à lesão do sistema dopaminérgico dos núcleos da base
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.04.2009

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200037379Ferreira, Nadia Rubia
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Nadia Rubia; DEL BEL, Elaine Aparecida. Estudo imunohistoquímico do canal de potássio Ether-à-go-go 1 (eag1) nos núcleos da base de ratos com lesão da via dopaminérgica nigroestriatal. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Ferreira, N. R., & Del Bel, E. A. (2009). Estudo imunohistoquímico do canal de potássio Ether-à-go-go 1 (eag1) nos núcleos da base de ratos com lesão da via dopaminérgica nigroestriatal. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ferreira NR, Del Bel EA. Estudo imunohistoquímico do canal de potássio Ether-à-go-go 1 (eag1) nos núcleos da base de ratos com lesão da via dopaminérgica nigroestriatal. 2009 ;
    • Vancouver

      Ferreira NR, Del Bel EA. Estudo imunohistoquímico do canal de potássio Ether-à-go-go 1 (eag1) nos núcleos da base de ratos com lesão da via dopaminérgica nigroestriatal. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: