Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos clínicos da inibição do sistema sGC - cGMP pelo azul de metileno no choque decorrente da pancreatite em porcos (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PEREIRA, CAROLINE FLOREOTO BALDO GARCIA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Subjects: PANCREATITE; ÓXIDO NÍTRICO; SUÍNOS (ESTUDO COMPARATIVO); MORFOLOGIA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: A pancreatite aguda (PA) faz-se alvo de inúmeros estudos por estar relacionada a mortalidade elevada e portar de mecanismos fisiopatológicos ainda não totalmente elucidados. Sabe-se que pancreatite aguda provoca disfunção da barreira endotelial aliada à pronunciada reação inflamatória, pivôs para a evolução quase sempre fatal desta doença. O sistema da guanilato ciclase solúvel, responsável pela geração de 3'5' guanosina monofosfato cíclica (sGC-cGMP), está intimamente relacionado a estes dois eventos contribuindo para a perda de fluido do leito vascular predispondo ao choque hipovolêmico e disfunção múltipla de órgãos. Considerando-se esses pontos e pela falta de informação referentes ao papel do sistema sGC-cGMP no quadros de pancreatite aguda, objetivou-se estudar se a inibição da sGC-cGMP pelo azul de metileno (AM) modificaria a evolução da doença. Para tanto, induziu-se pancreatite aguda do tipo necro-hemorrágica em porcos adultos pela infusão de taurocolato de sódio 5% (1mL/kg) e enteroquinase (8 U/kg) no ducto pancreático. O protocolo experimental consistiu de quatro grupos (N=5): Cn: controle; P: pancreatite na ausência de AM; P+A: pancreatite seguida da administração de AM; e A+P: AM administrado previamente à indução da pancreatite. Foram avaliadas as variáveis hemodinâmicas, hemogasométricas arterial, atividade enzimáticas sanguíneas e do líquido peritoneal, e ainda, o volume ascítico, os marcadores inflamatórios e alterações histológicas do pâncreas eperitôneo. Para análise estatística utilizou-se a análise de variância (ANOVA) de uma e duas vias, seguido do teste de Tukey adotando-se nível significância de 5% (p<0,05). A instalação da pancreatite aguda foi confirmada pelo aumento da atividade da mieloperoxidase aliado às concentrações 3 e 10 vezes maiores do que o controle para respectivamente, amilase e lipase. Com a evolução do processo, ocorria desarranjo das paredes capilares promovendo ) permeação intensa de líquido do pâncreas aumentando em 15 vezes o volume líquido peritoneal. Tal coleção comprometia a volemia mediando o desenvolvimento de choque hipovolêmico severo. Foram evidenciados acidose metabólica branda, hipocalcemia e hiperpotassemia. A concentração de óxido nítrico plasmático não revelou alterações entre os grupos. O uso do AM para bloqueio da sGC no quadro de pancreatite não produziu repercussão clínica relevante sobre as variáveis cardiovasculares. O grupo P+A apresentou valores 50% maiores de MPO comparado aos demais grupos; no grupo A+P os valores de MDA foram 2 vezes maiores. O bloqueio da guanilato ciclase solúvel pelo uso do AM não altera de modo significativo o padrão hemodinâmico do choque induzido por pancreatitie aguda provavelmente pelo fato do óxido nítrico, um dos principais agonistas deste mensageiro, não ter participação direta na fisiopatologia deste choque. A inibição da GCs associou-se a geração de radicais livres e de processos inflamatórios. Em que pese o uso do AM nosprocessos mórbidos associados a liberação aguda e contínua de NO propiciando o quadro de choque vasoplégico, o emprego desta substância (AM) deve ser restrito aos quadros nos quais há evidência da participação do NO
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.05.2009

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200037370Baldo, Caroline Floreoto
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BALDO, Caroline Floreoto; EVORA, Paulo Roberto Barbosa. Efeitos clínicos da inibição do sistema sGC - cGMP pelo azul de metileno no choque decorrente da pancreatite em porcos. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Baldo, C. F., & Evora, P. R. B. (2009). Efeitos clínicos da inibição do sistema sGC - cGMP pelo azul de metileno no choque decorrente da pancreatite em porcos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Baldo CF, Evora PRB. Efeitos clínicos da inibição do sistema sGC - cGMP pelo azul de metileno no choque decorrente da pancreatite em porcos. 2009 ;
    • Vancouver

      Baldo CF, Evora PRB. Efeitos clínicos da inibição do sistema sGC - cGMP pelo azul de metileno no choque decorrente da pancreatite em porcos. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: